Participamos do

Hidrogênio verde: protocolo com Casa dos Ventos deve ser assinado em fevereiro

Além do projeto da empresa cearense, mais um deve ser assinado na data e outros dois estão em negociação, segundo Maia Júnior
14:45 | Dez. 16, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dois novos protocolos que envolvem o hidrogênio verde devem ser assinados em fevereiro do próximo ano, segundo informou o secretário Maia Júnior (Desenvolvimento Econômico e Trabalho). Um deles é o da cearense Casa dos Ventos em parceria com uma empresa do Rio de Janeiro, como O POVO adiantou com exclusividade.

Já o segundo diz respeito a um outro projeto de uma empresa também cearense, de acordo com Maia. "Os dois protocolos vamos assinar no início de fevereiro, prontos. Encerrados e liquidados", assegurou durante almoço do governador Camilo Santana com a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza.

Além dos dois, o secretário informou ainda que o Estado negocia com mais "dois grandes (players) internacionais, que estão no processo de finalização, um alemão e um japonês."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A atração (de empreendimentos) foi boa, não quer dizer que não vamos trabalhar para atriar novos, mas o que estamos trabalhando daqui pra frente e fizemos uma reunião semana passada entre todos os agentes e as empresas é acelerar o desenvolvimento dos estudos de viabilidade e a implantação", afirmou, demonstrando atenção a uma nova etapa do processo de configuração do hub de hidrogênio verde.

Centros de distribuição

Mais dois empreendimentos captados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet) são centros de distribuição (CD) de grandes empresas. Dois estão em fase de negociação, conforme adiantou Maia Júnior.

Os nomes não foram revelados, pois ele contou que, no momento, precisa "equalizar umas diferenças" entre a Sedet e a Secretaria da Fazenda (Sefaz) para confirmar aos empresários "a oportunidade de acolhê-lo."

Sobre o CD que será instalado em Caucaia, Maia afirmou que "é um empreendimento de um empresário local que não será só um centro de distribuição dele, mas terá uma oportunidade de locações com áreas para centros de distribuição."

*Com informações da editora Beatriz Cavalcante

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags