Participamos do

Siderúrgica no Ceará é aprovada para continuar no mercado europeu

Resultados de auditorias mantêm a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) como fornecedora de placas de aço para os mercados de construção naval e vasos de pressão
10:51 | Set. 01, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) anunciou nesta quarta-feira, 1º de setembro, que foi aprovada em auditoria para receber a recertificação Naval e PED AD2000 (Vasos de Pressão). Com isso, a empresa continua credenciada para fornecer placas de aço para aplicação no mercado de construção naval italiano e para a fabricação de vasos de pressão do mercado europeu

A auditoria foi realizada pela certificadora Rina (certificação naval para o mercado italiano) e resultou na recomendação. É uma forma de atestar a qualidade das placas de aços e do processo produtivo da CSP.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“O auditor da RINA destacou a segurança que os controles operacionais passam, garantindo alta qualidade do produto final da CSP”, explicou, em nota, o analista de Desempenho e Gestão da CSP, Douglas Feijó

Segundo a empresa, as auditorias foram realizadas, em sua maior parte, de forma remota. A certificadora TUV também seguiu esse modelo híbrido.

“O Auditor da certificadora TUV (auditoria de manutenção da certificação PED AD-2000) destacou, na reunião de encerramento da auditoria, que a evolução da maturidade do sistema de gestão da CSP é nítida, tendo em vista que é o 6º ano seguido que ele realiza auditoria na CSP”, destaca Feijó.

Produtos da usina

A CSP é a primeira e única siderúrgica do Brasil, até o momento, que produz placas de aço de 300 milímetros, que são transformadas em chapas grossas para uso estrutural, principalmente na indústria naval.

Em 2020, a companhia desenvolveu 30 aços de alta tecnologia (HTS), chegando a 117. Hoje, a empresa comercializa mais de 300 aços ao carbono e tem capacidade para incrementar o mix de produtos. 

Certificações conquistadas

A usina, em 2021, recebeu a Certificação de Conteúdo Local ANP, que qualifica a indústria cearense a fornecer placas de aço para a indústria de Petróleo e Gás Natural no Brasil.

Também conquistou a recertificação ISO 14.001:2015, atestando o compromisso da empresa com a proteção ao meio ambiente.

Ainda alcançou as certificações de Qualidade (ISO 9001), Meio Ambiente (ISO 14001) e de Alta Tecnologia (International Automotive Task - IATF, Maxion Wheels, Siemens Gamesa, Caterpillar e Scania).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags