Participamos do

Novo decreto: empresários de barracas de praia não estimam avanço na flexibilização

Representante do setor espera conseguir manter o horário de funcionamento atual, das 10 às 21h, no novo decreto que deve ser anunciado nesta sexta-feira, 28, pelo governador Camilo Santana
16:33 | Mai. 28, 2021
Autor Nadine Lima
Foto do autor
Nadine Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O setor de barracas de praia, que atualmente funciona das 10h às 21h com a capacidade de atendimento limitada em 50%, não estima avanço nas flexibilizações devido à situação atual da pandemia.

LEIA MAIS | Bares e restaurantes negociam funcionamento até 23h com publicação do novo decreto 
+Hotéis tentam negociar uso de espaços para realização de reuniões empresariais em novo decreto 
+Academias buscam reconhecimento como atividade essencial e ampliação do horário de funcionamento com novo decreto 
+Lojistas solicitam reabertura dos cinemas com até 50% da capacidade   

Segundo Fátima Queiroz, presidente da Associação de Barracas da Praia do Futuro, apesar de a situação no segmento não estar crítica como em 2020, em que as demissões eram constantes, o faturamento tem sido metade do que estavam acostumados em 2019.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“A gente, infelizmente, estava tendo que demitir funcionários com frequência e pelo menos com os pequenos avanços que tivemos, estamos conseguindo manter a equipe mesmo que em horário reduzido”, afirma.

Além disso, há impactos da limitação do horário pela manhã, pois é o ponto forte de funcionamento para as barracas de praia. O público que costumava frequentar às 8h em família e com crianças pequenas, acaba ficando perdido.

Acima de tudo, Fátima reconhece a gravidade da pandemia de Covid-19 que vem sendo enfrentada e a expectativa primordial é de que o vírus seja controlado para tudo voltar ao normal o quanto antes.

“Com a lentidão da pandemia em que vivemos, as barracas de praia já não sentem otimismo em datas como o Dia dos Namorados e as férias de julho que vêm se aproximando, em que eram muito positivas pra gente”, afirma.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags