PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Ações de empresa farmacêutica disparam após anúncio de possível anticorpo para coronavírus

Os estudos, entretanto, são in vitro - não testados em seres vivos - e preliminares. A empresa também não divulgou mais detalhes sobre a pesquisa, como as espécies de células utilizadas

Natália Coelho
11:43 | 17/05/2020
Pandemia do coronavírus
Pandemia do coronavírus (Foto: reprodução)

As ações da empresa biofarmacêutica estadunidense Sorrento Therapeutics valorizaram cerca de 258% na bolsa de valores americana Nasdaq desde a sexta-feira, 15, após ter anunciado a descoberta de um anticorpo que neutralizaria em 100% as ações do novo coronavírus.

Só durante a sexta-feira, 15, quando a empresa anunciou formalmente a descoberta, a valorização foi de mais de 240%. As ações, que antes valiam $2,62, chegaram a valer $6.76 na manhã deste domingo, 17.

Em comunicado divulgado na sexta-feira, 15, a empresa anunciou que um anticorpo, entre os desenvolvidos, conseguiria bloquear por completo a infecção causada pelo SARS-CoV-2, vírus da Covid-19. Sorrento também determinou que o anticorpo, batizado de STI-1499 STI-1499, deverá ser o primeiro coquetel de anticorpos desenvolvido pela empresa, visto que é o “principal candidato para testes e desenvolvimento”, além de um “candidato potencialmente forte a anticorpos” após análises bioquímicas e biofísicas iniciais, de acordo com o texto da empresa.

Os estudos, entretanto, são in vitro - não testados em seres vivos - e preliminares. A empresa também não divulgou mais detalhes sobre a pesquisa, como as espécies de células utilizadas.

"Nosso anticorpo STI-1499 mostra um potencial terapêutico excepcional e pode salvar vidas após o recebimento das aprovações regulatórias necessárias. Em Sorrento, trabalhamos dia e noite para concluir as etapas necessárias para que este candidato a produto seja aprovado e esteja disponível ao público que espera ", declarou o Dr. Henry Ji, Presidente e CEO da Sorrento, no comunicado da empresa.

Leia também | Presença de anticorpos não significa imunidade à Covid-19, diz especialista em coronavírus

Em entrevista à Fox News, Dr. Henry Ji também ressaltou que que a busca por um anticorpo deve ser mais rápida e eficiente do que o uso de vacinas. "Queremos enfatizar que existe uma cura. Existe uma solução que funciona. Se tivermos o anticorpo neutralizante em seu corpo, não será preciso o distanciamento social. Você pode abrir as sociedades sem medo".

Leia também | Pesquisa usa anticorpos de lhamas para inibir o novo coronavírus

Não é a primeira vez que uma empresa anuncia um estudo similar. No começo de maio, foi pulicado, na revista científica Nature Communications, um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Utrecht, do Erasmus Medical Center e do Harbor BioMed. A pesquisa também anunciava a descoberta de um anticorpo humano que impediria o vírus Sars-CoV-2 de infectar células. Já o Instituto de Israel para a Investigação Biotecnológica, do Ministério da Defesa, anunciou poucos dias depois que também desenvolveu um anticorpo similar. 

Leia também | Pesquisadores descobrem anticorpo que pode ajudar a desenvolver tratamento para o coronavírus

A Sorrento Therapeutics é uma empresa biofarmacêutica de estágio clínico, centrada em anticorpos, sediada na Califórnia. Entre seus desenvolvimentos, estão novas terapias para a cura de cânceres malignos, com abordagens multimodais.