Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Pantanal: quais os riscos do contato de pessoas com piranhas e jacarés?

Cena de ataque mortal de piranhas foi ao ar na novala "Pantanal" na segunda-feira, 13. Já atriz que interpreta Guta foi mordida por um filhote de jacaré enquanto aproveitava um dia de folga, no dia 9 de junho

No capítulo que foi ao ar nessa segunda-feira, 13, do remake da novela "Pantanal", da Globo, o personagem Levi, interpretado pelo ator Leandro Lima, foi baleado e devorado por piranhas. O animal, no entanto, estando sozinho ou em grupo, não costuma atacar pessoas, segundo o professor do Departamento de Biologia e diretor do Núcleo Regional de Ofiologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Robson Ávila.

"Os ataques podem ocorrer em circunstâncias específicas, como para defesa, com ataques individuais para defesa de ninhos, por exemplo. Piranhas costumam andar em grupos em torno de 20 indivíduos. Ataques para se alimentar de humanos são improváveis", explica. No Ceará, ao menos três espécies de piranhas foram registradas na lista de peixes continentais feita pela Secretaria do Meio Ambiente (Semace).

As espécies encontradas no Estado são piranha-preta, piranha-vermelha e pirambeba. De modo geral, as piranhas, de acordo com o especialista, são comedoras de matéria morta, geralmente sendo associadas ao papel de "carniceiras" de ambientes aquáticos. Por isso, o animal desempenha uma importante função no que diz respeito à limpeza desses ambientes, sejam rios ou lagos, seus habitats naturais.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ataque fatal de piranhas é possível?

Para um ataque fatal contra humanos, como o transmitido na novela "Pantanal", são necessários mais de 100 piranhas juntas e outras condições especiais. "Sangramento prévio da vitima ou uma seca muito forte e adensamento de espécimes. Então, é muito pouco provável que um ataque fatal assim", reforça o professor Robson Ávila. Assim, o animal apresenta risco mínimo para pessoas.

O especialista recomenda não entrar na água que seja habitat natural das piranhas quando houver algum tipo de ferimento no corpo, principalmente se estiver sangrando. Caso aconteça a primeira mordida, Robson recomenda sair da água imediatamente para evitar outras possíveis mordidas do animal.

Mordida de jacaré durante as gravações de Pantanal

No último dia 9 de junho, a atriz Julia Dalavia, que interpreta a pernsonagem Guta em "Pantanal", foi mordida por um filhote de jacaré enquanto aproveitava um dia de folga das gravações. Ela estava dentro de um rio com outros colegas de trabalho quando sentiu algo morder seu glúteo. Apesar de não sentir dor, a atriz ficou com marcas de perfurações na região.

O especialista Robson Ávila explica que, mesmo adulto ou jovem, jacarés também não constumam atacar pessoas. Os ataques, igualmente às piranhas, podem ocorrer se o animal se sentir ameaçado com a presença do humano, seja intencionalmente ou não. "Nem sempre o contato próximo pode resultar em defesa por parte do animal. A tendência é que eles se afastem", pontua.

Assim, desde que as pessoas mantenham uma distância segura de jacarés, o animal não representa riscos ao ser humano. Eles se alimentam de insetos, peixes e outros vertebrados, como aves e mamíferos, e habitam naturalmente rios, áreas alagadas e lagos, segundo o especialista. No Ceará, existem duas espécies registradas: jacaré-tinga e jacaré-paguá.

A primeira espécie é comum na bacia do rio poti, incluindo a Serra das Almas em Crateús, enquanto a segunda existe também no litoral do Estado, incluindo lagoas de Fortaleza. "No Brasil, algumas espécies de jacarés maiores, como o jacaré-açu, podem ocasionar acidentes com mais frequência do que espécies menores, como as citadas para o Ceará, e o jacaré do pantanal", explica Robson.

Quando algum jacaré for avistado, a forma mais eficaz de evitar ataques, de acordo com o especialista, é não se aproximar do animal, não tentar agredi-lo ou espantá-lo, não perturbar seus ninhos e, principalmente, não tentar capturá-lo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar