Participamos do

Vídeo: Cabeleireiro é denunciado por cuspir no cabelo de voluntária durante evento

Em nota divulgada nas redes sociais, o cabeleireiro disse que apenas simulou o cuspe e pediu desculpas
18:31 | Jan. 10, 2022
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ums dos cabeleireiros mais famosos da Índia se envolveu em uma polêmica após supostamente cuspir no cabelo de uma mulher, que o denunciou a um órgão oficial indiano. 

Ele realizava um treinamento de corte de cabelo para profissionais em um evento na cidade de Muzaffarnagar, no estado de Uttar Pradesh, e convidou a jovem que estava na plateia para ser voluntária de uma demonstração. As informações são do portal India.com.

Em gravação divulgada nas redes sociais, o cabeleireiro Jawed Habib aparece penteando o cabelo da jovem. Em seguida, ele diz que pode usar saliva caso não haja água em casa. “Meu cabelo está sujo. Por que está sujo? Porque não usei xampu. Ouçam com atenção: se vocês não tiverem água, se houver falta de água, você pode simplesmente cuspir … este cuspe tem vida”, afirmou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A atitude do cabeleireiro causou risadas e palmas das pessoas que estavam assistindo a demonstração. Porém, em um vídeo publicado no Twitter, a voluntária, identificada como Pooja Gupta, disse que se sentiu "humilhada".

"Participei ontem de uma oficina do Jaweb Habib. Ele me convidou ao palco para cortar o cabelo. Ele se comportou mal. E disse que se você não tiver água em casa pode usar cuspe. Não cortei o cabelo. A partir de agora eu corto o cabelo em um barbeiro de beira de estrada, mas não corto com Jawed Habib", disse a mulher.

Após o ocorrido, Pooja Gupta apresentou uma queixa contra Habib. A comissão Nacional para Mulheres pediu que fosse "investigada imediatamente a veracidade do vídeo" e que, se confirmado, sejam tomadas as atitudes cabíveis.

Em nota divulgada nas redes sociais, o cabeleireiro disse que apenas simulou o cuspe e pediu desculpas.

"Gostaria de esclarecer que as ações foram feitas em tom de brincadeira, como parte de um longo seminário, para aliviar o clima. Não houve ato real de cuspir. Essa não era a coisa certa a fazer e eu gostaria de me desculpar com todos os envolvidos, e de que nunca foi minha intenção magoar qualquer pessoa ou comunidade", disse em comunicado.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags