Participamos do

Última chuva de meteoros do ano acontece na madrugada desta terça, 14

De acordo com a Nasa, o fenômeno acontece e é melhor observado a partir das 2 horas da madrugada desta terça-feira, 14, horário em que possivelmente a Lua se ponha
06:59 | Dez. 14, 2021
Autor Marília Serpa
Foto do autor
Marília Serpa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A chuva de meteoros Geminídeas, último evento astronômico do ano que acontece anualmente entre novembro e dezembro, ocorre na madrugada desta terça-feira, 14. De acordo com a Nasa, a expectativa é de que a Lua se ponha por volta das 2 horas da madrugada, favorecendo algumas horas de contemplação dos meteoros a partir desse horário, que viajam a 35 quilômetros por segundo.

Segundo informações do portal do Uol, as Geminídeas são causadas por detritos de um objeto celeste conhecido como 3200 Phaethon - cuja origem ainda é discutida, sendo um cometa extinto para alguns astrônomos.

De acordo com a Nasa, a previsão é de que a lua esteja 80% cheia nos picos do Geminídeas, não sendo uma codição ideal para observar o evento natural. Ainda, observadores que moram no hemisfério norte conseguem acompanhar o fenômeno melhor do que quem está no hemisfério sul.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A explicação, segundo o Uol, é que conforme a chuva de meteoros entre no hemisfério sul, se movendo em direção ao Polo Sul, a altitude do Geminídeas (ponto celestial no céu onde os meteoros parecem se originar) fica cada vez mais baixa na parte superior do horizonte. Assim, a previsão é de que, os observadores do hemisfério norte consigam ver entre 30 a 40 meteoros por hora, enquanto os do sul contemplem um percentual 25% menor.

O recomendado para uma melhor observação é que as pessoas se afastem de luzes fortes, não fiquem com a tela do celular acesa e se deitem de costas em alguma superfície para ter uma melhor visão do céu.

Além disso, a Nasa aconselha que os observadores evitem acompanhar o rastro dos meteoros, já que alguns próximos possuem trilhas muito curtas e são facilmente perdidos. Ao ver um meteoro, o ideal é rastreá-lo ao contrário, do rastro para o objeto celestial.

Onde ver

Caso o tempo coopere, a Nasa transmitirá a chuva de meteoros ao vivo por meio da Nasa Meteor Watch, página no Facebook, às 23 horas (horário de Brasília), a partir do Marshall Space Flight Center em Huntsville, no Alabama.

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags