PUBLICIDADE
NOTÍCIA

"Vasto material foi apreendido", diz André Costa sobre prefeito afastado de Uruburetama

José Hilson Paiva se entregou na tarde desta sexta-feira, 19, em Fortaleza. Confira live

17:33 | 19/07/2019
Secretário André Costa durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 19, sobre a prisão do prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson Paiva
Secretário André Costa durante entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 19, sobre a prisão do prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson Paiva(Foto: Walber Freitas / O POVO)

Atualizada às 17h57min

Secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa afirmou que "vasto material foi apreendido" como elementos de prova contra o prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson Paiva. SSPDS realiza coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira, 19. Segundo o titular da pasta, os supostos crimes eram facilmente realizados porque o Hilson, que é político e médico, "gozava de muita confiança da população". 

Nesta tarde, José Hilson se apresentou à Delegacia Geral da Polícia Civil, no Centro da Fortaleza. André Costa disse, porém, que não divulgará onde o prefeito e médico afastado está detido. "Não vamos informar o local de onde ele está preso por questões de segurança", declarou.

De acordo com investigações, há registros de vítimas também na cidade de Cruz. Delegada titular do município, Joseanna Oliveira contou que o “vasto material apreendido” trata-se de “todo dispositivo eletrônico” com capacidade de armazenar fotos e vídeos de pacientes. “Apreendemos fichas médicas, com histórico de pacientes, alguns CDs, computadores, pendrives, que precisamos analisar para saber se há arquivos de pacientes”, explicou.

Afastado das atividades profissionais por seis meses, o médico “gozava de autoridade e prestígio da população”, conforme declararam André Costa e Joseanne Oliveira. Para o primeiro, principalmente pelas posições que Hilson dispunha na cidade: de médico e de prefeito.

Já a delegada comentou que, como o médico ostenta autoridade em cidade do interior, pessoas das cidades onde há denúncias (Uruburetama e Cruz) estariam se sentido “traídas”.

Com informações dos repórteres Nut Pereira e Walber Freitas

Wanderson Trindade