PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Prefeito afastado de Uruburetama se entrega à Polícia em Fortaleza

Acusado de abusar de pacientes durante consultas ginecológicas, ele teve pedido de prisão preventiva solicitada pelo Ministério Público do Ceará

15:03 | 19/07/2019
José Hilson de Paiva, prefeito de Uruburetama, é acusado de abuso sexual
José Hilson de Paiva, prefeito de Uruburetama, é acusado de abuso sexual(Foto: FABIO LIMA/O POVO)

Atualizada às 15h36min

O prefeito afastado de Uruburetama, José Hilson Paiva, se entregou à Polícia na tarde desta sexta-feira, 19, em Fortaleza. Médico, ele é suspeito de abusar de pacientes durante consultas ginecológicas. Hilson teve prisão preventiva solicitada pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) e aceita pelo juiz José Cléber Moura do Nascimento, da Comarca de Uruburetama. Hilson se entregou na Delegacia Geral da Polícia Civil, no Centro da Capital.

Expulso do partido do qual era filiado, o PCdoB, e impedido de exercer as atividades médicas por seis meses, Hilson tem defendido que denúncias estariam sendo utilizadas de maneira política, por adversários.

Com a repercussão do caso, a Câmara de Uruburetama decidiu por unanimidade afastar Hilson temporariamente da gestão municipal. Em seu lugar, o vice-prefeito, Artur Nery, assumiu a Prefeitura interinamente.

Em março de 2018, O POVO já havia noticiado denúncias de contra o então prefeito. Em vídeo que viralizou na internet, ele aparece fazendo sexo com uma paciente. Depois disso, mulheres passaram a relatar que só tiveram coragem de comentar sobre o caso após a repercussão deste material.

Mais informações em instantes.

Com informações do repórter Nut Pereira

Wanderson Trindade