Participamos do

Prefeitura de Sobral descarta realização de Réveillon; Fortaleza ainda não tem nada definido

Informação foi dada pelo prefeito Ivo Gomes, por meio das redes sociais do gestor. Em Fortaleza, evento ainda não foi definido
20:01 | Set. 23, 2021
Autor Gabriela Almeida
Foto do autor
Gabriela Almeida Repórter O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes, descartou a possibilidade de o município realizar uma festa de Réveillon neste ano. Em publicação nas redes sociais, o gestor disse que a chance de a cidade ter uma festividade desse porte é "zero". Já na Capital cearense, a realização das tradicionais festas de fim de ano ainda está sendo analisada, segundo informou Secretaria da Saúde Municipal (SMS).

Ivo deu a informação por meio de seu perfil no Instagram, plataforma que costuma usar para se comunicar com sobralenses acerca de questões da cidade. O prefeito deixou um espaço aberto no aplicativo, fazendo uso da ferramenta conhecida como "caixinha de perguntas" para conversar com os moradores. 

Prefeito deu informação após ser indagado em ferramenta do Instagram
Prefeito deu informação após ser indagado em ferramenta do Instagram (Foto: REPRODUÇÃO/ INSTAGRAM)


Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A possibilidade de festa de Réveillon foi descartada no momento em que a cidade acumula 27.351 casos de Covid-19 e 738 mortes em decorrência da doença, conforme aponta boletim epidemiológico emitido nas redes sociais da prefeitura nessa quarta-feira, 22. O POVO procurou a Secretaria da Saúde de Sobral para saber mais informações sobre a decisão, mas até o fechamento desta matéria não teve retorno.

Em Fortaleza festa ainda é avaliada

Em contrapartida, Fortaleza ainda não definiu a realização do evento de virada de ano, que antes da pandemia costumava reunir centenas de moradores e turistas no Aterro da Praia de Iracema. Há alguns meses, a Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor) entregou à Prefeitura o planejamento de Réveillon, documento que trazia propostas para a realização da festividade. 

Uma das sugestões dadas pela pasta é a de que fosse realizada uma festa com público cadastrado e que houvesse a distribuição de pulseiras de identificação. Também foi sugerido o uso do QR Code para controle de acesso ao espaço, medida que poderia evitar aglomerações.

Procurada nesta quinta-feira, 23, pelo O POVO, a assessoria da Secultfor informou que a Prefeitura ainda acompanha a evolução dos indicadores relacionados à pandemia para tomar uma decisão. Secretaria da Saúde Municipal (SMS) confirmou informação de que ainda não há "nada definido" sobre o assunto.

O decreto estadual vigente possibilita, desde a última segunda-feira, 20, a realização de eventos com até 400 pessoas em ambientes abertos, desde que realizadores e participantes sigam protocolos sanitários específicos. Em locais fechados, o quantitativo permitido cai para 200. 

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags