Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Policial Militar é morto a tiros em Russas após pedir que desligassem som

Equipes policiais vinculadas à SSPDS estão realizando oitivas e buscas, visando a captura dos suspeitos que assassinaram o segundo sargento da PM do Ceará
Autor - Isabela Queiroz Especial para O POVO
Foto do autor
- Isabela Queiroz Especial para O POVO Autor
Tipo Notícia

Um sargento da Polícia Militar (PM) do Ceará foi assassinado a tiros no Município de Russas, a 171 quilômetros de Fortaleza, na noite desse sábado, 7. O crime ocorreu após o policial Carlos Eduardo de Santiago Ribeiro, 40, pedir a três homens que estavam em um estabelecimento comercial que desligassem o som de um veículo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), o sargento estava no no mesmo estabelecimento em que os três suspeitos estavam ouvindo música em volume alto. O policial se dirigiu a eles e pediu que desligassem o aparelho. Após isso, os homens se retiraram do local. “Minutos depois dois homens em uma motocicleta chegaram ao estabelecimento e um deles efetuou disparos de arma de fogo contra o profissional de segurança”, informou a SSPDS por meio de nota. 

A Perícia Forense (Pefoce) foi acionada e colheu os primeiros levantamentos sobre a ocorrência. A Polícia Civil (PC-CE) está realizando oitivas e diligências para capturar os suspeitos. Além disso, equipes do Comando Tático (Cotar), do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), do Comando de Policiamento de Choque (CPChoque), da Assessoria de Inteligência (Asint), Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS e policiais civis da região de Russas estão trabalhando para localizar os envolvidos no crime.

A Secretária publicou, em seu perfil do Instagram, nota de pesar pelo falecimento do sargento: “A SSPDS e todas as suas vinculadas, em especial a PMCE, lamentam profundamente e solidarizam com a família do policial, que está sendo acompanhada pela Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa (CSASR) da Polícia Militar.”

O 2º sargento da PMCE, Carlos Eduardo de Santiago Ribeiro, ingressou na corporação em 2003 e atualmente estava lotado na 3ª Companhia do 9° Batalhão da Polícia Militar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Polícia deflagra operação de combate à exploração econômica de crianças e adolescentes

EXPLORAÇÃO
00:30 | Ago. 08, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma operação para combater a exploração econômica de crianças e adolescentes foi deflagrada ontem, 7, pela Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa). Intitulada Non Labor Pueri, do latim, que significa "sem trabalho infantil", contou com o apoio do Conselho Tutelar e da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), e da Prefeitura, tendo atuação em mais de 40 regiões da Capital.

A ação faz parte de um trabalho da Polícia Civil no enfrentamento à exploração de crianças e adolescentes, que se evidencia em virtude da pandemia da Covid-19. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS) reforça a necessidade da população denunciar os casos em que crianças e adolescentes estejam expostos à situação de extrema vulnerabilidade ou tenham seus direitos violados.

O objetivo é mapear os principais pontos onde ocorrem situações de mendicância e eventuais situações de exploração econômica ocorridas nos bairros Aldeota, Centro, São Gerardo e Bairro de Fátima. A ação ocorre também em outros bairros da Capital.

A operação de ontem recebeu apoio de três delegados, seis inspetores, dois escrivães, duas viaturas da Polícia Civil, além da participação de conselheiros tutelares, assistentes sociais e educadores da Funci.

"A operação realizada pela Dececa tem como objetivo, por meio do mapeamento realizado pela Polícia Civil, a exploração econômica de crianças e adolescentes. Muitos deles estão sendo usados para praticar a mendicância, muitas vezes por seus próprios pais ou tutores, que já recebem algum tipo de auxílio. Criança não deve trabalhar e nem ficar exposta a nenhum tipo de perigo. Por isso, é importante que a população denuncie à rede de proteção toda situação de violação aos direitos de crianças e adolescentes. A orientação é não dar dinheiro. Se você der, você garante que no dia seguinte, ela continue na situação de vulnerabilidade", pontua a delegada Yasmin Ximenes, titular da Dececa.

A ação é a primeira realizada este ano e a segunda que ocorre durante a pandemia de Covid-19. A Dececa tem previsão de realizar outras operações para coibir a incidência de trabalho infantil.

A Constituição Federal de 1988 assegura a crianças e adolescentes, com absoluta prioridade, o direito à vida, à dignidade e ao respeito, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. Esse dever é ratificado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o qual determina que nenhuma criança ou adolescente deve ser objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Governo do Ceará lança edital para concurso da Polícia Militar, com 2 mil vagas

CEARÁ
21:30 | Ago. 02, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O governo do Ceará lançou nesta segunda-feira, 2, o edital do novo concurso para o cargo de soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE). O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), durante live nas redes sociais na tarde de hoje. Durante o anúncio, também estiveram presentes o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron, e do coronel comandante geral da PMCE, Márcio Oliveira. O edital do certame será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta segunda-feira.

O concurso oferta 2 mil vagas destinadas a candidatos com ensino médio completo, sendo 1.360 para pessoas do sexo masculino e 240 para sexo feminino, na ampla concorrência, e 400 vagas destinadas à cota racial, respeitando à Lei Estadual nº 17.432, que garante 20% das vagas em concursos públicos estaduais para a população negra. O cargo oferecido contará com renumeração mensal de R$ 4.192,72.

LEIA MAIS | Saiba mais sobre o concurso da Polícia Civil do Ceará, com 1.500 vagas

As inscrições para o certame, que terá como banca organizadora a Fundação Getúlio Vargas (FGV), iniciarão a partir das 16 horas do dia 16 de agosto e seguirão até o dia 15 de setembro. A taxa de inscrição custará R$ 120. A isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada entre os dias 16 e 18 de agosto, no momento da inscrição no endereço eletrônico da FGV, e  será destinada aos candidatos que se enquadrarem nestes critérios: servidor público, doador de sangue, alunos que estudam ou concluíram seus estudos em entidades de ensino público, alunos cujas famílias recebam renda de até dois salários-mínimos ou como pessoa hipossuficiente.

Esse é o terceiro concurso na área da Segurança Pública anunciado neste ano. Em maio, foram publicados os editais para os ingressos de novos servidores para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), certame realizado nesse domingo, 1º, e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), tanto para convocação imediata quanto para Cadastro de Reserva (CR). Os dois mil policiais militares que serão selecionados representam um aumento de 12% do efetivo existente hoje em toda a PMCE. 

LEIA MAIS | Tentativa de fraude em prova de concurso da Pefoce é descoberta neste domingo

Conforme o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), Sandro Caron, haverá mudanças no curso de formação para soldado da PMCE. “Esses novos aprovados já passarão pelo novo modelo de formação, recentemente alterado aqui no Estado. Durante o curso de formação, eles já farão parte da estrutura da Polícia Militar do Ceará. Receberão os uniformes e já irão participar de estágios supervisionados, o que permite uma maior efetividade na formação, com ênfase sempre na hierarquia, na disciplina e na operacionalidade”, disse.

Etapas do concurso

O concurso da Polícia Militar contará com cinco etapas. Primeiro, uma prova objetiva, com conhecimentos básicos e específicos, de caráter classificatório e eliminatório. A segunda etapa haverá exame de saúde e a terceira etapa, avaliação Psicológica, também de caráter eliminatório. Em seguida, os candidatos contarão com um teste de aptidão física e por último, na quinta etapa, haverá uma investigação social dos candidatos.

A prova objetiva será realizada em Fortaleza e Região Metropolitana da Capital (RMF), com previsão para o dia 7 de novembro deste ano e duração de quatro horas. Os locais de prova também serão divulgados no endereço eletrônico da Fundação Getúlio Vargas. Em razão do período de pandemia da Covid-19, a data provável da aplicação das provas será confirmada com 30 dias de antecedência, por meio de um comunicado que deverá ser divulgado pela banca organizadora.

Ao todo, serão 80 questões, divididas em dois módulos: o primeiro de conhecimentos básicos (Língua Portuguesa, Interpretação de Texto, Raciocínio Lógico, Atualidades e História do Ceará); o segundo módulo trará conhecimentos específicos (Noções de Direito Constitucional, Direitos Humanos, Noções de Direito Penal Militar, Processo Penal Militar, Noções de Direito Penal, Noções de Criminologia e Segurança Pública).

Os candidatos aprovados nas cinco etapas passam a integrar a carreira militar e serão alunos do Curso de Formação de Soldados. A formação terá duração de sete meses e será realizada pela Academia Estadual de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aesp/CE). No período de aulas, o aluno-soldado receberá uma bolsa de custeio.

Serviço

Concurso para soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE)

Inscrições: 16 de agosto a 15 de setembro
Onde: portal do Fundação Getúlio Vargas (FGV)
Edital: portal FGV

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Sandro Caron: Segurança do Ceará investe em inovação

00:00 | Jul. 31, 2021
Autor
Tipo Opinião

O Ceará vem direcionando esforços em políticas públicas de segurança eficazes. Os resultados já são observados: no 1º semestre de 2021, com a redução do número de vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais no Estado, sendo de 38,14% a diminuição em Fortaleza.

Segundo os dados da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Juazeiro do Norte também apresentaram quedas no indicador, com variações de -34,86%, -41,84%, -73,91% e -52,5%, respectivamente, no mesmo período.

Os números são tão expressivos que a edição de 2021 do Anuário Brasileiro de Segurança Pública menciona a diminuição dos nossos indicadores como um dos motivadores para a redução dos homicídios no Brasil.

Esses resultados são consequência do investimento do governo estadual, priorizando as estratégias de combate ao crime organizado, o que garantiu, por consequência, a melhoria dos índices criminais.

Dentre as medidas de combate às organizações criminosas, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reformulou seus setores de inteligência, aprimorou os trabalhos investigativos, reforçou as ações ostensivas e o policiamento de proximidade com a comunidade, além de já contar com a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil.

Houve, ainda, investimento em pesquisas para a produção de tecnologias capazes de gerar padrões consistentes de informações, de forma a direcionar as decisões dos gestores a partir de dados e evidências.

O Status, por exemplo, produz manchas criminais com base na geolocalização das ocorrências. Há ainda sistemas que usam inteligência artificial para o monitoramento de veículos, como o caso do Agilis. Já o Big Data Cerebrum concentra bases de dados para uso em investigações.

Em outra vertente de atuação, a SSPDS dispõe de programas aplicados, de maneira multifatorial, ao combate ao crime organizado. O Programa de Proteção Territorial e Gestão de Riscos (Proteger) possui destaque entre as ações e já conta com 35 bases fixas da Polícia Militar instaladas. Tais bases têm trazido redução de indicadores.

Além disso, a SSPDS iniciou a Operação Domus, com o intuito de promover a segurança de moradores de conjuntos habitacionais. Por meio de ações operacionais, de inteligência e de investigação, o Ceará surge com potencial para destaque positivo no cenário brasileiro. n

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Homem suspeito de ameaçar de morte vereadora de Fortaleza é preso

CASO DE POLÍCIA
14:47 | Jul. 28, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O homem suspeito de ameaçar a vereadora de Fortaleza Larissa Gaspar (PT) foi preso, na última terça-feira, 27, no Bairro Jardim Guanabara, na Capital, por agentes da Polícia Civil. O suspeito, de 27 anos, não ofereceu resistência no momento da abordagem e foi conduzido para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSPDS).

A captura ocorreu cerca de 12 horas após o registro da ocorrência pela vereadora que relatou ter recebido ameaças de morte nas redes sociais e registrou um boletim de ocorrência naquele dia. Na sede da Draco, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ameaça. 

O suspeito utilizou-se uma conta falsa no Instagram para realizar as ameaças. Uma das mensagens à vereadora dizia: "Estamos planejando sua morte, então cuidado com sua família ou na hora de sair de casa". Larissa teve ainda seu nome marcado em outra postagem, pelo mesmo perfil, onde armas de fogo e munições são exibidas.

As investigações apontam que o homem, sem antecedentes criminais, "não integra organização criminosa e que as ameaças foram motivadas pelo trabalho desenvolvido pela vítima na Câmara Municipal de Fortaleza", mais especificamente devido a projeto de autoria da parlamentar que proíbe a queima de fogos de artifício barulhentos na Cidade. O PL já recebeu a sanção do prefeito José Sarto (PDT).

Petistas e políticos de outras legendas solidarizaram-se com Gaspar que, após a notícia da prisão, celebrou o trabalho das forças de segurança. "Feliz por tanta solidariedade e carinho recebidos ontem, toda violência política precisa ser duramente combatida. Seguimos na luta! Obrigada", escreveu.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), foi um dos que se solidarizou com a parlamentar, prometendo apuração rápida por meio das forças de segurança. "Minha solidariedade à vereadora Larissa Gaspar, que sofreu ameaças de morte pelas redes sociais. Que a pessoa responsável por tentar intimidar a parlamentar seja identificada e punida dentro da lei", reforçou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Com 29 PMs e 12 motocicletas, governador inaugura base do Raio em Itaitinga

RAIO
11:18 | Jul. 28, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com um total de 12 motocicletas de mil cilindradas e um efetivo de 29 policiais militares, o governador Camilo Santana (PT) inaugurou, na manhã desta quarta-feira, 29, uma base do Raio no município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O local é a 47ª base instalada do tipo, que tem o objetivo de monitorar a região, impedindo crimes, com foco em homicídios e assaltos. Após o governador descerrar a placa de inauguração e ao fim da cerimônia, o comandante do Raio, cel Kilderlan de Sousa, iniciou os trabalhos, com a largada das motos.

LEIA MAIS| Maracanaú recebe base fixa do Raio

De acordo com o comandante da Polícia Militar do Ceará (PMCE), cel Márcio de Oliveira, o total de bases do Raio do Estado representa o maior do País, com 4.500 homens. São 45 centros de vídeomonitoramento e 3.303 câmeras integradas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags