Participamos do

Palhano, no interior do Ceará, registra 30 tremores de terra em apenas 24 horas

Localizado no Baixo Jaguaribe, Palhano registra abalos constantes desde quinta-feira, 4. População sentiu tremores, mas não há registro de danos
19:51 | Nov. 05, 2021
Autor Luciano Cesário
Foto do autor
Luciano Cesário Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ao menos 30 tremores de terra foram registrados nas últimas 24 horas no município de Palhano, região do Baixo Jaguaribe cearense, a 250 km de Fortaleza. Desses, quatro foram sentidos pela população, segundo informou o Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O primeiro abalo, de magnitude 1.9 na escala Richter, ocorreu às 12h03 dessa quinta-feira, 4. Outros três tremores com amplitude entre 1.2 e 1.4 foram percebidos pelos moradores da cidade nas sete horas seguintes.

Ainda de acordo com o LabSis, entre a madrugada dessa quinta e a noite desta sexta-feira, 5, outros 26 eventos sísmicos de intensidade inferior 1.0 foram registrados no território do município. Apesar da quantidade expressiva de abalos, o Laboratório pontuou que não houve danos materiais ou riscos à integridade física da população, uma vez que o grau médio de intensidade foi de apenas em 1.4 escala Richter. O índice é considerado preocupante a partir de 6.0.

De acordo com o mestre em geofísica e técnico do LabSis, Eduardo Menezes, Palhano tem histórico de tremores pontuais há pelo menos dois anos. “As ocorrências tinham diminuído nos últimos seis meses, mas voltaram novamente de forma mais significativa”, explicou.

Segundo ele, os abalos são causados por falhas geológicas nas placas tectônicas que abrangem o território da cidade. “Esses eventos têm se tornado comuns nessa região de Palhano, especialmente de 2019 para cá, quando começamos a monitorar mais de perto as ocorrências”, completa o especialista.

O último tremor de terra no Ceará, antes desses, havia sido registrado no dia 18 de outubro, no município de Russas, também na região do baixo Jaguaribe. O evento em questão teve sua magnitude calculada em 1.6 ponto na escala Richter e também foi sentido pelos moradores, mas sem registro de danos materiais ou feridos.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags