Participamos do

Estudante de Juazeiro do Norte é vice-campeã no mundial de robótica

Num meio em que os homens são maioria, Yasmin tem brilhado. Ela espera estimular mais mulheres a buscar espaço
21:16 | Dez. 02, 2021
Autor Ana Louise Gadelha de Melo
Foto do autor
Ana Louise Gadelha de Melo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Yasmin Rodrigues, 19 anos, estudante do colégio Objetivo, de Juazeiro do Norte, foi vice-campeã no mundial de robótica da Fira 2021 - Firaworldcup. Ela venceu a etapa nacional, o Fira Brasil 2020, e hoje foi vice no mundial, que ocorre pela primeira vez no Brasil, entre 2 e 5 de dezembro, em São Luís (MA).

Em entrevista na quarta-feira, 1º, ao jornalista Farias Júnior, na rádio CBN Cariri, a estudante comentou que um de seus projetos para a Olimpíada foi a construção de um robô que pudesse passar por obstáculos, resgatar vítimas por meio de braços e sensores ultrassom e colocá-las em um local seguro.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Yasmin Rodrigues participa de competições de robótica desde os 12 anos
Yasmin Rodrigues participa de competições de robótica desde os 12 anos (Foto: ARQUIVO PESSOAL)

“Eu fiquei aguardando o resultado da etapa nacional, e quando soube que tinha passado para a próxima fase do Firaworldcup foi uma alegria tremenda, principalmente por representar o Ceará, foi uma notícia que me deixou muito feliz”, afirma Yasmin. Ela comentou ainda o fato de ser mulher, num meio onde homens predominam.

Ao O POVO, ela destacou a importância de representar o Cariri mundialmente. Ela acredita que pode ser um estímulo para outras mulheres se interessarem por tecnologia e buscarem espaço. E ressaltou ainda o apoio do pai, professor Alexsandro Ferreira, que estimula o gosto pela ciência.

Yasmin exibe conquistas
Yasmin exibe conquistas (Foto: ARQUIVO PESSOAL)

Desde 2016, ela participa de competições ao lado de mais dois colegas, Luiz Henrique Santana Arrais Soares e Antônio Lucas Sales Cavalcante Barbosa. Eles formam a equipe Monster High e já venceram várias competições nacionais e internacionais. Por causa da pandemia, Luiz Henrique e Antônio Lucas não participaram do Firaworldcup.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags