PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Praia de Jericoacoara registra pontos de aglomeração às vésperas do Réveillon

Praias e arredores em Jijoca de Jericoacoara contam com alto fluxo de turistas. Prefeitura segue decreto Estadual e proíbe eventos e festas de Réveillon. Fiscalização atuou, nesta terça-feira, fechando estabelecimentos abertos após 22h

15:19 | 30/12/2020
TURISTAS aglomeram na entrada da lagoa do Buraco Azul (Foto: Ítalo Cosme)
TURISTAS aglomeram na entrada da lagoa do Buraco Azul (Foto: Ítalo Cosme)

A poucos dias do encerramento de 2020, Jijoca de Jericoacoara e municípios próximos têm intensa movimentação turística e registros de aglomeração em alguns dos principais pontos do município. De acordo com donos de estabelecimentos do ramo, a ocupação de hotéis e pousadas na região segue sendo alta, no entanto, menor se comparada a outros feriados e datas festivas.

No início da tarde desta quarta-feira, 30, O POVO registrou aglomeração na lagoa do Buraco Azul, no município de Cruz, a cerca de 20km de distância de Jericoacoara. Dezenas de pessoas foram vistas sem máscaras na entrada da zona turística. Além disso, o distanciamento mínimo não está sendo respeitado pelos transeuntes, que aguardam para entrar no local.

O movimento no recesso de fim de ano tem sido intenso, ao passo que a praia de Jericoacoara é um dos destinos mais procurados no período. Segundo levantamento da Fraport Brasil, administradora do aeroporto internacional Pinto Martins, o município está entre as origens e os destinos mais frequentes dos passageiros que estão chegando à Capital para passar o feriado.

LEIA MAIS | Fortaleza vai receber 480 voos durante Natal e Ano Novo

+ Jericoacoara receberá voos especiais de alta estação até o fim de janeiro pela Azul

Além do grande fluxo de pessoas durante o dia, Jericoacoara também conta com programação noturna agitada. Equipes do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) realizaram operação nesta terça-feira, 29, para fechar estabelecimentos que seguiam operando depois das 22h. Entretanto, após a ação, pessoas seguiram ocupando a praça nos arredores dos estabelecimentos, além das próprias praias. O maior fluxo de pessoas registrado pela reportagem foi na Praia da Malhada.

 

Equipes do BPTur atuam na fiscalização de estabelecimentos em Jericoacoara, na noite de terça-feira, 29 de dezembro de 2020.
Equipes do BPTur atuam na fiscalização de estabelecimentos em Jericoacoara, na noite de terça-feira, 29 de dezembro de 2020. (Foto: Ítalo Cosme/O POVO)

O fim de ano é um dos ápices da temporada de alta estação na praia de Jericoacoara. Em período atípico, pelas restrições necessárias ao controle da pandemia de coronavírus, turistas tentam aproveitar as belezas do local, ao mesmo passo em que buscam evitar contaminações pela doença. O jogador de rúgbi, Felipe Gonçalves Sousa, descreve a praia como "um dos paraísos do Brasil" e afirma que pretende voltar com amigos, em breve. Enquanto o alemão Christian Holly, 40, aproveita o tempo para aproveitar as ondas. Ele é gerente de contas e administra uma escola de esportes aquáticos em Jijoca.

+ Jericoacoara: taxa de permanência salta de R$ 5 para R$ 30 e de estacionamento dobra

Já estabelecimentos apostam nos serviços personalizados para atrair hóspedes. Pousadas tradicionais da região, a Vila Kalango e o Rancho do Peixe não terão a costumeira festa de Réveillon, mas apostam em uma ceia de fim de ano exclusiva para hóspedes, a fim de agradar a clientela. A Prefeitura de Jericoacoara publicou decreto seguindo as diretrizes estaduais para o fim do ano. Festas, queima de fogos e eventos a grandes públicos de qualquer natureza foram proibidos.

A Prefeitura tem realizado ações de orientação na cidade, com apoio do BPTur. "A expectativa é o que esperávamos. Por conta de termos um ano atípico e também de não haver esse ano as 'grandes festas' como por exemplo John Rock, temos um público mais reduzido na vila", explica Benedita Neta da Silva, superintendente da Autarquia de Desenvolvimento do Turismo, Mobilidade e Qualidade de vida de Jericoacoara (Adejeri).

Ainda de acordo com informações de Benedita Neta, a rede hoteleira está com cerca de 75% de ocupação. "Para evitar aglomeração temos barreiras sanitárias na entrada da vila - com medição de temperatura, reforçando o uso obrigatório da máscara, álcool em gel e o distanciamento social. A fiscalização por parte da vigilância sanitária do Estado, do município e Autarquia de Jericoacoara nos restaurantes, pousadas e hotéis e os demais estabelecimentos comerciais com todas as orientações necessário de prevenção", detalha.

"A presença do BPTur, a polícia que atende aqui na vila, faz a fiscalização para fazer cumprir o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais estabelecido pelos decretos estaduais e municipais que é até as 22 horas", finaliza.

 

Com informações do repórter Ítalo Cosme

>>> Acompanhe as principais notícias de Jijoca de Jericoacoara