Participamos do

Motorista de aplicativo é preso no Crato por suspeita de tráfico de drogas

Cinco quilos e meio de maconha foram encontrados em nove tabletes, oriundos de Pernambuco, de acordo com as investigações policiais. Um casal foi autuado por tráfico interestadual e associação para o tráfico
20:26 | Set. 02, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um casal foi preso, na noite desta quinta-feira, 1º, no município do Crato, no Cariri, por suspeita de transporte de drogas entre as cidades da região e de Pernambuco, que faz divisa com o Ceará. Raimundo Cleves Pinto, 36, foi identificado como motorista de aplicativo e estaria realizando viagens para realizar a entrega dos entorpecentes. Ele e Maria Kamyla de Brito Araújo, 24, foram autuados em flagrante por tráfico interestadual e associação para o tráfico.

Além das prisões, foram apreendidos cinco quilos e meio de maconha em nove tabletes, assim como celulares, comprovantes bancários e uma quantia de dinheiro. Durante a abordagem, os policiais civis interceptaram o veículo de modelo Ônix na rodovia estadual CE-292, e o casal foi conduzido para a delegacia, onde foram autuados. Os entorpecentes são oriundos de Pernambuco, de acordo com as investigações.

A população pode contribuir com os trabalhos investigativos na região repassando informações para os policiais, com sigilo e anonimato garantidos. As denúncias podem ser feitas para o número (88) 99861-6987, que é o WhatsApp do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD). Também é possível contatar o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio do número 181, assim como o número (85) 3101-0181, que é o número de Whatsapp do órgão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS | Homem é preso em flagrante após tentativa de homicídio no Crato

33 mulheres eram mantidas no cárcere privado em celas por diretor de clínica no Crato

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags