Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Conheça Urú, o urubu de estimação que voa junto com parapentistas no Ceará

Em vídeos publicados no Instagram, a ave de 7 meses, apelidada de Urú, chega até mesmo pousar nas pernas dos pilotos e "pega uma carona" durante as aventuras no céu

O urubu de estimação do ambientalista Israel Mendes chamou atenção nas redes sociais na última semana ao aparecer voando ao lado de parapentistas na Serra de Aratanha, em Pacatuba, no Ceará.

Em vídeos publicados no Instagram, a ave de 7 meses, apelidada de Urú, chega até mesmo pousar nas pernas dos pilotos e "pega uma carona" durante as aventuras no céu.

Em entrevista ao O POVO, o ambientalista, conhecido também por Israel Pacaroots, contou que adotou o animal com uma semana de vida após ele ser resgatado pelo Instituto Pró Silvestre.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo Israel, a ave foi encontrada próximo à região do Parque do Cocó, em Fortaleza, e estava em uma situação complicada já que não havia indícios de ninho, logo o animal não conseguiria se adaptar a viver sozinho em seu habitat.

O responsável por unir os parceiros de vida e de voo foi o biólogo Sanjay Veiga. "Antes de chegar a mim, ele [o urubu Urú] passou pela delegacia ambiental e todo o processo de legalização foi realizado para assim ser adotado", explica Israel.

Ainda pequeno, Urú já acompanhava as aventuras de Israel em Pacatuba e era incentivado a voar com os parapentistas.

"Desde cedo levava o Urú pra rampa na caixinha, soltava ele e ficava por ali observando aquele movimento. Ele cresceu no meio disso, e passando o tempo foi crescendo, criando penas, fortalecendo as asas. Foi quando eu percebi que ele estava preparado", detalhou o tutor.

 

O primeiro voo junto do animal aconteceu na Serra de Aratanha, na prática lift, uma técnica onde o piloto usa do impulso de uma montanha para planar com a ajuda do vento.

"Ele precisava primeiro aquecer as asas, fortalecer elas, para depois conseguir voar de parapente", contou Israel.Na terceira tentativa, Urú já conseguia decolar sozinho e acompanhar seututor pelos ares cearenses.

"Depois de criar um vínculo de amor comigo, na terceira vez conseguimos decolar juntos e até hoje ele alça voo comigo. Pousa na minha cabeça, no meu braço, em todo canto. Mas não é com todo mundo que faz isso não", afirmou o ambientalista.

De acordo com Israel, o animal não costuma se aproximar de muitas pessoas, e, com exceção dele, só pousou em outros dois parapentistas durante um voo. Um desses poucos parceiros de voo é o fortalezense Rafael Pontes, de 31 anos, amigo do tutor de Urú.

O registro dos dois também fez sucesso e foi publicado em perfis nas redes sociais. Em um deles, Urú pousa sobre a perna de Rafael e, juntos, os dois desfrutam da brisa e paisagem da serra de Pacatuba.

Segundo o parapentista, o urubu, que é criado solto, considera os praticantes do esporte como seu bando, e a experiência de compartilhar os voos com ele é "indescritível".

"Não consigo colocar em palavras esse momento, a forma com ele pousou em mim no vídeo foi algo inesperado. Essa sensação eu poderia comparar a de quando eu levo meu cachorro na praia, que é algo que gosto, mas dividir um voo e poder acompanhar um pássaro no ar, por livre e espontânea vontade dele, é algo impagável", declarou Rafael.

 

Com a repercussão dos vídeos, a adoção da ave por Israel dividiu as opiniões nas redes sociais. Alguns dos internautas reprovaram a criação do urubu como um animal de estimação, mas o ambientalista rebate.

"Eu acho que 'exótico' é trazer algo de fora, um invasor. Você resgatar um urubu que estava à beira da morte, encontrado em um local que não se adaptava e teria que viver trancado em um viveiro, não é sobre ser exótico. Aqui não tem gaiola, o Ceará todo é o quintal dele", defende.

E completa: "As pessoas têm uma mente muito trancada, criar um urubu da forma que eu faço, para mim, é muito prazeroso, porque voo o já me proporciona um prazer enorme, e ainda mais pode voar com o urubu que é o mestre na arte de planar, isso é algo incrível".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar