Participamos do

DJ Ivis apaga fotos com Xand Avião e outros cantores do Instagram

Cantor foi solto na última sexta-feira, 22, após passar três meses preso devido às agressões contra a ex-esposa, Pâmella Holanda
18:38 | Out. 25, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O cantor e compositor Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, apagou dezenas de fotos da rede social Instagram em que aparecia ao lado de artistas como Xand Avião, Zé Vaqueiro, Eric Land, Jonas Esticado, entre outros cantores. No seu perfil, apenas uma foto com o cantor DJ Guuga em gravação de feat. restou entre os artistas. O restante das imagens são com a mãe e a filha e de viagens. DJ Ivis foi solto na última sexta-feira, 22, após passar três meses preso devido às agressões à ex-esposa, Pâmella Holanda.

Também foram removidas fotos de momentos que marcaram a carreira do cantor, como a do lançamento da produtora Vybbe do cantor Xand Avião, empresa que o paraibano fazia parte. Após a divulgação dos vídeos de agressões dele contra a ex-esposa, diversos artistas se posicionaram contra Ivis e deixaram de segui-lo na rede social. Entre eles, Xand Avião, Zé Vaqueiro e Zé Felipe.

No último sábado, 23, Pâmella usou as redes sociais para comentar a saída de DJ Ivis da prisão. A Justiça do Ceará concedeu liberdade ao músico na última sexta-feira para que ele possa responder o processo de agressão à ex-mulher em casa. O alvará de soltura foi expedido no mesmo dia, e o cantor deixou a prisão acompanhado por familiares e advogados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Sobre a saída do cantor da prisão, Pâmella comentou que não se sente segura e nem satisfeita com a situação. “Obviamente não me sinto segura, nem plenamente satisfeita com os atuais fatos, mas eu preciso honrar com meus compromissos profissionais e continuar com minhas obrigações pessoais, tomando todas as medidas possíveis por segurança, não só física, mas emocional. Mais do que na Justiça, confiamos em Deus”, afirma.

Relembre o caso

DJ Ivis estava preso preventivamente desde o fim da tarde do dia 14 julho, três dias após sua ex-companheira, Pâmella Holanda, publicar em seu perfil no Instagram, no dia 11 de julho, imagens onde o DJ aparecia dando socos e chutes nela. Algumas das agressões chegaram a acontecer na presença da filha do casal, de apenas nove meses. Outras pessoas aparecem nas cenas divulgadas, mas não chegaram a interferir em momento algum.

O caso ganhou repercussão nacional e diversas personalidades públicas repudiaeram a violência cometida pelo músico. Durante investigação policial, foram colhidos depoimentos de testemunhas sobre o caso, como o motorista e a empregada doméstica do músico, além da própria vítima.

No sábado, 17 de julho, a Justiça negou um pedido de habeas corpus feito pela defesa do artista. Outro pedido foi apreciado pela Câmara em 24 de agosto, pouco mais de um mês depois da primeira tentativa de soltura do cantor. Assim como da última vez, a solicitação foi negada naquele momento, e Iverson foi mantido preso.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags