PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Defesa do DJ Ivis tenta revogar prisão preventiva

De acordo com o advogado de Ivis, André Quezado, não há "necessidade" para a detenção

Lais Oliveira
10:53 | 15/07/2021
DJ IVIS chegou à delegacia de Polícia Civil do Eusébio sem máscara e foi hostilizado (Foto: Barbara Moira)
DJ IVIS chegou à delegacia de Polícia Civil do Eusébio sem máscara e foi hostilizado (Foto: Barbara Moira)

A defesa jurídica do DJ Ivis, 30, preso nessa quarta-feira, 14, tenta revogar na Justiça a prisão preventiva do músico. De acordo com o advogado de Ivis, André Quezado, não há "necessidade" para a detenção e "existem medidas cautelares diversas que são menos gravosas que podem se adequar ao caso".

"O Ivis possui todas as condições objetivas e subjetivas para responder esse processo em liberdade, tanto que já havia se apresentado à delegacia e fornecido o seu endereço, mas infelizmente a autoridade policial entendeu que seria necessária essa prisão", completa em entrevista à Rádio O POVO CBN nesta quinta-feira, 15.

O advogado de Ivis também disse que ele está abalado após a prisão. "Ele está bastante abalado emocionalmente, com um quadro visivelmente depressivo, por tudo que vem acontecendo. Essa questão que envolveu toda a sua família, o seu trabalho, a sua filha. Tudo isso está vindo à tona", explica.

Ivis se encontra na Delegacia de Capturas, em Fortaleza, onde presos podem permanecer de sete até 30 dias, a depender do caso, antes de serem encaminhados a uma unidade prisional. Segundo André, Ivis não está recebendo qualquer privilégio em relação ao tratamento de outros presos. 

"A única diferença é que ele está em em xadrez para presos que respondem a esse tipo penal relacionados a crimes de violência doméstica, mas divide a cela com outros presos comuns, sem nada de especial", comenta.

Ivis é investigado por lesão corporal no âmbito da violência doméstica e familiar após aparecer em vídeos agredindo Pamella. Ele foi preso no final da tarde dessa quarta-feira, 14, em um condomínio de luxo em Aquiraz, e prestou depoimento na Delegacia do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).


 com informações da repórter Mônica Damasceno/O POVO CBN