PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Cobra é resgatada por bombeiros em escola de Quixadá

O animal estava entrelaçado na grade do portão da escola e foi devolvido ao seu habitat natural após o resgate

15:54 | 20/06/2021
Cobra foi resgatada em escola no município de Quixadá (Foto: Divulgação CBMCE)
Cobra foi resgatada em escola no município de Quixadá (Foto: Divulgação CBMCE)

Uma cobra, da espécie Jiboia, foi encontrada em uma escola, no município de Quixadá, na tarde do último sábado, 19. O resgate ocorreu por volta das 17h e foi realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), por meio de uma guarnição do Batalhão de Combate a Incêndio Florestal (BCIF).

Os agentes do Corpo de Bombeiros foram até o local após receberem a informação de que uma serpente havia sido vista em uma instituição de ensino localizada na rua José Freire Queiroz. Chegando ao local, os militares encontraram o animal entrelaçado entre as grades que fazem a proteção da escola.

A comunicação do CBMCE destaca que todos os cuidados foram tomados pelos agentes para que o animal não fosse ferido durante a operação. Uma pinça específica para esse tipo de resgate, que oferece segurança ao bombeiro e não fere o animal, foi utilizada para segurar a cabeça da serpente.

Após a realização do resgate da cobra, a equipe conduziu o animal para o seu habitat natural. A jiboia foi solta na Unidade de Conservação Monumento Natural os Monólitos de Quixadá, que fica no entorno do açude do Cedro, uma área ambientalmente protegida, sendo um local propício para um animal silvestre.

A jibóia é uma espécie de cobra grande e de corpo pesado, mas não peçonhenta. Ela pode ser encontrada no Hemisfério Ocidental, em toda a América Central e do Sul e em alguns locais ao sul da América do Norte.

Em 2019, no total, o CBMCE resgatou 3.919 animais no Ceará. Já em 2020, foram 5.217 animais resgatados em todo o Estado. O Corpo de Bombeiros informou que o melhor a se fazer ao localizar uma cobra é manter a distância e ligar para o número 193. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, a equipe especializada saberá a melhor maneira de tratar o animal.

O CBMCE alerta ainda que, em casos de ataque de serpentes, é importante que se tire uma foto do animal para que o socorro seja realizado de maneira adequada de acordo com a espécie do animal.

LEIA TAMBÉM| Filhote de jaguatirica é resgatado em Nova Russas

LEIA TAMBÉM| Bombeiros resgatam filhotes de gatos presos atrás de azulejo de parede no São Gerardo; veja vídeo