PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Saiba como evitar incêndios em carros

Quando os veículos são estacionados em locais de vegetação ou perto de materiais inflamáveis, há risco de incêndio

22:03 | 07/06/2021
O cuidado ao estacionar o carro é importante para evitar incêndios (Foto: CBMCE)
O cuidado ao estacionar o carro é importante para evitar incêndios (Foto: CBMCE)

Estacionar o veículo em locais que concentrem materiais inflamáveis é uma das causas mais comuns de incêndios, alerta o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE). Por isso, a corporação recomenda ao motorista observar o local escolhido para deixar o carro. O automóvel em uso apresenta temperaturas elevadas no catalisador do veículo que, se estacionado em locais de vegetação ou mesmo lixo, facilita a combustão.

LEIA TAMBÉM | Incêndios em residências na Capital aumentam 48,21% no mês de abril

Em uso, o catalisador pode atingir temperaturas de até 400ºC. De acordo com o tenente-coronel Francisco Gledson Barbosa Rodrigues, o motorista deve ficar atento para “não estacionar o veículo após o uso, em locais que concentrem muitas folhas secas, mato ou qualquer tipo de substância que possa sofrer combustão ao ser aquecida”.

Obrigatório no Brasil desde a década de 1990, o catalisador é uma das peças mais importantes do carro para a redução de emissão de poluentes na atmosfera. Composta por materiais nobres, a peça é cara para repor e exige atenção especial. Confira abaixo as dicas do CBMCE para evitar danos ao catalisador:

1. Escolha um combustível sem chumbo na composição

Apesar de proibidos no Brasil há décadas, os combustíveis com chumbo são alguns dos elementos que mais podem estragar o catalisador. Por ser metal pesado, contamina os componentes internos da peça, deixando-a ineficiente. Combustíveis com altos níveis de enxofre também podem causar danos. 

2. Cuidado com o catalisador

Tente não raspar ou passar em obstáculos que impactem o catalisador. A deformação resultante pode estragar a peça. Por dentro, o catalisador tem uma estrutura tipo colmeia que pode se romper com impactos, diminuindo a eficiência.

LEIA TAMBÉM | Após três incêndios na última semana no Ceará, bombeiro dá dicas de como evitar ocorrências

3. Amassou? Não demore a arrumar

Além da perda de potência, andar com um catalisador danificado pode trazer problemas mais sérios para o carro. Após um impacto, partes da estrutura interna da peça se soltam e podem obstruir o fluxo de ar. Isso pode gerar perda de potência e, em casos mais graves, superaquecimento do motor.