PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Litoral cearense registra 20 ocorrências de afogamento durante feriado

A região litorânea do Estado com mais casos desse porte foi a Praia do Futuro, em Fortaleza, com pelos menos 13 ocorrências

Gabriela Almeida
18:32 | 08/09/2020
Praia do Futuro é a região que mais registrou ocorrências de afogamento (Foto: Reprodução/ CBMCE)
Praia do Futuro é a região que mais registrou ocorrências de afogamento (Foto: Reprodução/ CBMCE)

Algumas das principais praias do Ceará- como a do Futuro e o Cumbuco, registraram ocorrências de afogamento durante o "feriadão da Independência", primeiro prolongado do Estado após a retomada econômica. De acordo com informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE), equipes realizaram pelo menos 20 resgates de banhistas entre o domingo, 6, e a segunda-feira, 7, não registrando óbitos.

A região litorânea do Estado com mais ocorrências desse porte foi a Praia do Futuro- em Fortaleza. Segundo órgão, foram pelo menos 13 casos desse tipo, sendo o perfil da grande maioria das vítimas garotos entre 13 e 16 anos.

| LEIA MAIS |

Muita gente e pouca proteção: feriado com praias lotadas no Ceará

Feriado tem manhã marcada por engarrafamentos no litoral cearense

Operação Independência detém 410 pessoas no feriado em São Paulo

A segunda com o maior índice foi a lagoa da Praia do Cauípe, localizada no Cumbuco, Caucaia- Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Equipes resgataram quatros pessoas do mar no domingo e uma na segunda-feira, todas vítimas de afogamento do grau 1, quando não é apresentado insuficiência respiratória.

Em Jericoacoara, que registrou grande aglomeração de pessoas durante o período, foi identificado apenas um resgate de banhistas à deriva. De acordo com o órgão, duas pessoas que praticavam stand up paddle (modalidade de esporte aquático) acabaram se afastando muito da faixa de areia e precisaram de auxílio para retornarem.

De acordo com o soldado Bezerra, do CBMCE, a reabertura gradual propiciou o aumento do número de pessoas nas praias e reforçou a necessidade de cuidados. "Os guarda-vidas se voltaram à sua missão primordial, que é resguardar os banhistas de afogamentos e possíveis acidentes", destacou.

Para evitar ocorrências, equipes do órgão realizaram mais de 540 ações de prevenções. Dessas, 181 foram efetuadas na Praia de Canoa Quebrada, cartão postal do Ceará e que não chegou a registrar ocorrências de afogamento.