PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Praia do Futuro tem 13 ocorrências de afogamento nesse feriadão; Maioria das vítimas é menor de idade

Os registros vão do domingo, 6, a segunda-feira, 7, e a grande maioria das vítimas são jovens entre 13 e 16 anos

Gabriela Almeida
16:54 | 08/09/2020
Uma das vítimas apresentou sintomas de afogamento do nível 3, com quadro de insuficiência respiratória (Foto: Reprodução/ CBMCE)
Uma das vítimas apresentou sintomas de afogamento do nível 3, com quadro de insuficiência respiratória (Foto: Reprodução/ CBMCE)

Um dos pontos turísticos mais requisitados de Fortaleza, a Praia do Futuro foi palco de pelo menos 13 ocorrências de resgate por afogamento durante esse último feriado prolongado. De acordo com informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros do Ceará (CBMCE), os registros vão do domingo, 6, a segunda-feira, 7, sendo a grande maioria das vítimas jovens entre 13 e 16 anos. Nenhum óbito foi registrado.

Segundo órgão, o maior número de ocorrências dessa natureza aconteceu no domingo - quando equipes atuaram em 10 casos desse porte. Entre as vítimas, apenas quatro são maiores de idade e duas ainda são turistas, residentes de Teresina, no Piaui.

| LEIA MAIS |

Feriado tem manhã marcada por engarrafamentos no litoral cearense

Feriadão com aglomerações no Ceará preocupa pela possibilidade de novos surtos da Covid-19

Já na última segunda-feira, 7, dia em que se comemorou a Independência do Brasil- o número de resgate de banhistas foi menor. Guarda-Vidas de postos localizados na praia do Caça e Pesca (extensão da Praia do Futuro) atuaram em três ocorrências desse nível.

Conforme órgão, todas as vítimas eram meninos que tinham entre 15 e 16 anos. Um deles apresentou sintomas de afogamento do tipo 3, quando se aspira uma quantidade importante de água e desenvolve uma insuficiência respiratória aguda, precisando ser encaminhado ao hospital.

Além dessas ocorrências, foram realizados ainda resgates de crianças perdidas e mais de 540 prevenções, quando os bombeiros precisam intervir para que o banhista não realize uma ação de risco. Considerado "movimentado" pelo Corpo de Bombeiros, esse foi o primeiro feriado prolongado do Estado após a retomada econômica.