Participamos do

Suspeito de chacina em Ceilândia usa habilidades de caçador para se esconder na mata

Há oito dias foragido, Lázaro Barbosa tem invadido propriedades, cometido roubos e realizado tentativas de homicídios por onde passa. Ele já atuou como caçador e mateiro, espécie de "guarda das matas"
18:50 | Jun. 16, 2021
Autor Gabriela Almeida
Foto do autor
Gabriela Almeida Repórter O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A busca de policiais por Lázaro Barbosa de Sousa, 33, suspeito de ter cometido uma chacina em Ceilândia (DF), completa oito dias nesta quarta-feira, 16. O homem, apontado por populares como o "Serial killer de Brasília", tem invadido propriedades, cometido roubos e realizado tentativas de homicídios por onde passa. Para se esconder dos militares, ele utiliza áreas de mata, chácaras e sítios, mostrando habilidade de fuga.

Essa facilidade se deve ao fato de Lázaro ter atuado como caçador e mateiro, espécie de "guarda das matas", conforme apontou o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodneu Mirando, ao portal G1. O titular da pasta tem mobilizado um grande número de equipes em busca do foragido, mas os agentes encontram dificuldades devido à habilidade do criminoso em se refugiar nesses tipos de locais.

LEIA MAIS | Desospitalização: a partir de segunda, pacientes com Covid-19 serão levados para Recanto Uirapuru em Fortaleza

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

São mais de 200 policiais federais, civis, militares e rodoviários federais em busca do suspeito atualmente. Além disso, os agentes utilizam caminhão de videomonitoramento, uma plataforma considerada de alto nível, para fazer imagens de longo alcance e conseguirem ver no escuro. A operação fechou um cerco de cerca de 10 quilômetros quadrados e criou barreiras nas estradas da região onde o criminoso é procurado. 

No último sábado, 12, Lázaro Barbosa invadiu uma residência em Cocalzinho de Goiás, roubou duas armas de fogo, munições e ateou fogo na residência quando fugiu. Houve troca de tiros na ocasião e quatro pessoas foram baleadas, ficando duas em estado grave. Nessa terça-feira, 15, o homem trocou tiros com o caseiro de uma chácara localizada em Edilândia (GO), conseguindo fugir mesmo estando ferido.

Série de crimes

Lázaro é procurado pela Polícia desde a última quarta-feira, 9, quando invadiu uma residência localizada em Ceilândia e matou a tiros e facadas três pessoas de uma família: o pai, Cláudio, 48, e os filhos Carlos Eduardo, 21, e Gustavo, 15. O criminoso ainda levou a mãe do núcleo familiar, identificada como Cleonice, que três dias depois foi encontrada morta em um córrego, nua e com os cabelos cortados.

Desde então o criminoso tem invadido residências, furtado carros e feito pessoas de refém, esgueirando-se em áreas de matas logo após as ações. Lázaro é investigado por cometer  uma série de crimes, sendo pelo menos dez deles homicídios na região de Girassol (GO), Cocalzinho (GO) e no DF.  

Em 2013, ele chegou a ser preso, mas ganhou liberdade em março de 2016. Na época com 26 anos, o homem passou por uma análise psiquiátrica e recebeu um laudo que apontava nele traços de agressividade, ansiedade e tensão, possibilidade de ruptura do equilíbrio e sentimentos de angústia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags