PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Danilo Gentili revela que Bolsonaro pediu sua demissão e quis censura ao seu trabalho no SBT

Declarações foram feitas por meio de um comentário no Instagram compartilhado pelo próprio apresentador

14:10 | 09/07/2020
Jair Bolsonaro sendo entrevistado por Danilo Gentili em maio de 2019 (Foto: Reprodução/SBT)
Jair Bolsonaro sendo entrevistado por Danilo Gentili em maio de 2019 (Foto: Reprodução/SBT)

 

O apresentador e humorista Danilo Gentili revelou na última quarta-feira, 8, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu a demissão dele após críticas ao Governo. Ele disse ainda que Bolsonaro quis censurar seu trabalho no SBT, canal no qual apresenta o programa "The Noite".

Em uma postagem no Instagram, uma ex-seguidora do apresentador comentou sobre a reação dele ao saber que Bolsonaro havia apresentado sintomas da Covid-19. "Olha, Danilo, parei de seguir você nesse momento! Você foi defendido pelo cara e agora desejou que esse mesmo cara morresse! Nem para nosso pior inimigo desejamos o mal. Lamentável! Viva bem! Vida longa!".


Em resposta à mulher, Gentili negou que tenha sido defendido pelo presidente. "Fui defendido por ele uma ova! Saiba você que tomei processo por defendê-lo e esse 'fdp' foi lá pedir minha cabeça e censura no meu emprego quando critiquei o Fundão Eleitoral (e seu filho usa rede de difamação contra mim)", rebateu.

Esse foi um de vários comentários negativos que o apresentador recebeu depois da 'piada'. "Covid-19 foi a primeira coisa positiva que o atual presidente apresentou até o momento", escreveu Gentili ainda na segunda-feira, 6. No dia seguinte, o próprio Bolsonaro confirmou que o resultado do seu exame havia sido positivo para o coronavírus. 


LEIA TAMBÉM | Jair Bolsonaro presta apoio a Danilo Gentili após condenação por injúria

Danilo Gentili ainda acusou Jair Bolsonaro de ser "um mentiroso". "Mentiu muitas coisas, e que [Bolsonaro] defende a liberdade de expressão foi outra mentira. Esse pisco[pata] não me engana mais", disse. O apresentador publicou essa conversa no Twitter. "Passem os recadinhos pros grupinhos de vocês - podem continuar fazendo isso, não vou parar", avisou.

Bolsonaro, Gentili e o 'Fundão Eleitoral'

Em janeiro, Bolsonaro aprovou o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões. Abastecido com dinheiro do Tesouro Nacional, o Fundo se destina ao financiamento das campanhas políticas. Ele foi criado em 2017 para compensar as perdas impostas por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, dois anos antes, proibiu as doações de pessoas jurídicas para as campanhas eleitorais.

Na época, o presidente chegou a fazer enquete com apoiadores perguntando se devia aprovar o texto, organizou uma campanha para que seus simpatizantes não votem em candidatos que usam o dinheiro e sinalizou que poderia vetar a reserva de dinheiro.

Após a medida de Bolsonaro, Danilo Gentili não poupou as críticas. Por meio de seu perfil no Twitter, o apresentador do SBT relembrou as promessas da campanha bolsonarista. "O Jair Bolsonaro que foi eleito prometendo acabar com o fundão e outras mamatas aprovou o fundão porque ele e seu filho fundaram um partido e querem essa grana. O PSL também. O Jair mentiu pra vocês", escreveu.

No post, diversos internautas entraram em discussão. "Pô, Danilo, não fale 'vocês' na terceira pessoa, porque além de votar nele, fez uma live comemorando o fim do governo do PT mas - consequentemente - festejando a vitória do Jair", comentou um dos usuários da rede social.


Com informações do Estadão


Foto: Jair Bolsonaro sendo entrevistado por Danilo Gentili em maio de 2019 (Reprodução/SBT)