PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Pela primeira vez, Dia da Terra será comemorado de forma digital; saiba como participar

"Mudanças climáticas" será o tema de 2020; diversas instituições pelo mundo reforçam a prática de ações sustentáveis em casa. O POVO listou algumas, confira

11:51 | 22/04/2020
Arte divulgada pela Nasa comemora os 50 anos do Dia da Terra
Arte divulgada pela Nasa comemora os 50 anos do Dia da Terra (Foto: Divulgação/Nasa Science)

Neste ano, o Dia da Terra será marcado por ações realizadas em casa, que serão as principais linhas de frente ao combate à perda da sustentabilidade que está acontecendo no mundo. 2,6 bilhões de pessoas estão vivendo sob restrições devido à Covid-19, o que ocasiona mudanças na natureza que nos relembram de sua importância para manter a vida consciente em terra. O POVO listou algumas ações que serão realizadas em comemoração à data, além da história de seu surgimento.

LEIA MAIS | Para o papa, chegou a hora de parar de 'poluir e depredar' a Terra

Nos anos que antecederam a primeira comemoração da data, os americanos consumiam bastante compostos diante de uma época de industrialização no país, o que tornou “comum” a poluição do ar devido ao então progresso que acontecia por meio das máquinas. Em 1969, o senador júnior do estado americano de Wisconsin, Gaylord Nelson, presenciou um dos piores vazamentos de óleo da história dos EUA, quando uma plataforma no estado de Santa Bárbara incendiou e milhões de litros de óleo bruto foram parar no mar.

Logo, o senador procurou mobilizações em universidades do país e escolheu, junto do jovem ativista Denis Hayes, um dia da semana entre as férias dos estudantes americanos e suas provas finais. No dia 22 de abril de 1970, o primeiro Dia da Terra inspirou 20 milhões de americanos a ir às ruas, parques e auditórios para se manifestar contra os impactos humanos na natureza.

LEIA MAIS | Distanciamento social. A natureza agradece

A data foi consolidada mundialmente no ano de 1990 e chegou a mobilizar 200 milhões de pessoas ao redor do mundo. À época, o evento deu um grande impulso para a Cúpula da Terra das Nações Unidas, que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1992. Desde a década de 90, a data é reconhecida mundialmente como um dia em que ações são feitas e compartilhadas a favor de mudanças no comportamento humano e nas políticas globais em relação à natureza.

Plantio de 120 mudas de árvores frutíferas na área do Sesi da Barra do Ceará
Plantio de 120 mudas de árvores frutíferas na área do Sesi da Barra do Ceará (Foto: Sandro Valentim)

É importante relembrar que não estamos em consenso com ela. Em comunicado da Organização das Nações Unidas (ONU), há uma preocupação com as consequências para a saúde diante da perda de uma biodiversidade, pois essas mudanças "afetam o funcionamento do ecossistema e causam perturbações significativas”. Segundo a instituição, apesar dos esforços em andamento, a biodiversidade está se deteriorando pelo mundo, com a estimativa de cerca de um milhão de espécies animais e vegetais ameaçadas de extinção.

No Brasil atual, diversos especialistas afirmam que o governo tem uma "agenda anti-ambiental". O desmatamento na Amazônia quase dobrou em comparação ao ano passado, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Ações realizadas pelo titular do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ricardo Salles, também atacam a natureza brasileira, conforme os especialistas. Exonerações de cargos, cortes de orçamentos em até 24% e proibição do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em pronunciar-se publicamente sem antes entrar em contato com a pasta governamental são medidas que dificultam o trabalho sustentável no País.

“Mudanças climáticas” será o tema de 2020; confira ações que podem ser feitas em casa

A temática é estabelecida anualmente pela Earth Day, recrutadora oficial das mobilizações mundiais em cada dia 22 de abril. Em 2020, o Dia da Terra terá como tema principal as ações climáticas. Segundo a organização, as mudanças climáticas representam o “maior desafio para o futuro da humanidade e os sistemas de suporte à vida que tornam nosso mundo habitável”.

O tema vem à tona após constantes discussões devido a alterações no Acordo de Paris e a atuação de jovens ativistas pelo planeta Terra, como a jovem sueca Greta Thunberg, que chegou a ser eleita como a pessoa do ano em 2019 pela revista Times.

Em 2020, as comemorações deverão ser em casa devido à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. No entanto, isso não impossibilita que essas ações sejam válidas para a saúde ambiental.

Dentre as diversas ações disponibilizadas pela campanha #EarthDayatHome, criada pela agência espacial americana Nasa, destaca-se um vídeo em comemoração aos 50 anos da data. Nas imagens, há uma compilação musical que reúne dados de missões científicas relacionadas ao planeta Terra. Cada passagem do tempo traz uma nova missão, acompanhada de um som próprio e de uma imagem do planeta que representa a forma como os cientistas da instituição enxergavam os dados recebidos à época. A música ficou conhecida como "Música do Planeta Terra". 

A Limpa Brasil será uma das instituições brasileiras à frente da data. A ONG promove a conscientização da população para o problema do descarte irregular do lixo urbano. Para o Dia da Terra, a equipe disponibilizará em sua página inicial diversas ações que poderão ser realizadas no primeiro Dia da Terra digital. Lives com palestras que envolvem o tema das mudanças climáticas serão discutidas até o dia 28 de abril. Também é possível se candidatar como voluntário.

Em casa, as ações envolvem uma mudança de rotina e prática de novos hábitos que podem ajudar a natureza. Nunca é tarde para aderir ao desenvolvimento sustentável. Confira algumas dicas para a data que ressaltam a importância de ser sustentável.

UTILIZE RECEITAS SEM CARNE E RICAS EM VITAMINAS


O tempo livre em casa pode trazer à tona a criatividade na cozinha. Experimente receitas com abundância de frutas e de vegetais ricos em vitaminas. Reduzir o consumo de carne ao substituir a proteína animal por proteína vegetal também pode ajudar na sustentabilidade. A Sociedade Brasileira de Veganismo (SBV) criou a campanha Abril Vegano, na qual incentiva os primeiros passos para o veganismo neste mês. É importante, antes de tudo, o acompanhamento médico.

FAÇA COMPOSTAGEM DOS ALIMENTOS


Também é importante aproveitar as sobras e reduzir o desperdício de alimentos e isso pode ser feito por meio da compostagem, processo biológico em que microorganismos transformam matéria orgânica em um material parecido com o adubo. Separe quantidades iguais de materiais orgânicos úmidos e secos e os deixe descansar num recipiente em área com luz solar. Cuide do recipiente a cada duas semanas, acrescentando lixo orgânico e água. Quando a mistura apresentar a coloração castanha escura, está pronto para ser utilizado. O processo pode demorar de dois a três meses.

LIMPE SUA CASA E ORGANIZE DOAÇÕES PARA INSTITUIÇÕES


Tirar aquele livro velho da estante ou aquela roupa parada no cabide auxilia a espalhar a sustentabilidade. Doações podem ser feitas a instituições que precisam desses itens - e algumas até mesmo podem buscá-la em sua casa para evitar que você saia. Procure e entre em contato com instituições locais.

LEIA MAIS: Coletivo arrecada doações para moradores da Barra do Ceará

MANTENHA SEU CORPO EM MOVIMENTO


O isolamento social não pode ser um motivo para evitar exercícios físicos. Reserve alguns minutos do seu dia para realizar exercícios físicos, evitando contato com pessoas ou objetos que possam estar contaminados. As práticas reduzem o estresse, a ansiedade e melhoram o humor, além de estimularem o sistema imunológico.

LEIA MAIS: Medite em casa nesse período de isolamento social