PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Candidatos dizem ter conseguido acessar as notas do Sisu 2020

Conforme decisão do TRF-3, a publicação dos resultados está suspensa pela Justiça. A multa diária pelo descumprimento é de R$ 10 mil

12:11 | 28/01/2020
No Twitter, vários usuários também comentavam possível divulgação do resultado.
No Twitter, vários usuários também comentavam possível divulgação do resultado. (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

Cerca de 1,7 milhão de pessoas inscritas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020 aguardam a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre a divulgação do resultado da seleção. Oficialmente, as classificações deveriam ter saído nesta terça-feira, 28, mas uma decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) impediu a publicação. Na manhã de hoje, porém, candidatos relatavam terem conseguido acessar o sistema.

Uma fonte, que não quis se identificar, ouvida pelo O POVO, disse que estava atualizando o site às 8h59min desta terça-feira quando, dois minutos depois, o sistema mostrou o resultado da sua aprovação. O estudante guardou o print da tela que exibiu seu resultado temporariamente. "Eu abri 9 horas e funcionou. Depois de 20 minutos, parou de funcionar", afirmou. 

No Twitter, vários usuários também comentavam possível divulgação do resultado. 

O POVO procurou o Ministério da Educação (MEC) para saber se divulgação dos resultados teria ocorrido por um erro, mas até o fechamento desta matéria não teve resposta. 

Em nota, o TRF-3 disse que manteve a decisão da Justiça Federal de São Paulo, que previa multa diária de R$ 10 mil por descumprimento da determinação que impede a divulgação do resultado do Sisu 2020. "Cabe a Defensoria Pública, então, se entender que isso foi uma falha relevante ou que configura descumprimento da decisão, solicitar a aplicação da penalidade, comprovando o fato", informou o Tribunal.

O TRF- 3 indeferiu a liminar (decisão provisória) apresentada pela União contra a decisão de suspensão do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020 no último domingo, 26. O governo enfrenta 41 ações judiciais que questionam a correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019.

Por isso, as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), previstas para começar hoje, 28, foram suspensas. Um cronograma definitivo dos processos seletivos será divulgado após a decisão final da Justiça.