PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Em nota, Tasso cita todos os membros da chapa, exceto Girão

Pós-eleição. Oposição no Ceará

01:30 | 11/10/2018

O senador Tasso Jereissati (PSDB), em nota publicada ontem, nas redes sociais, dirigiu-se a todos os companheiros de chapa majoritária com elogios, classificando-os como homens e mulheres que se mostraram à altura dos problemas do País. Não foi mencionado, entretanto, o único candidato eleito na chapa, Eduardo Girão (Pros).

 

O POVO apurou que a propaganda da candidata tucana ao Senado, Mayra Pinheiro, teria causado "desconforto" em Girão. No decorrer da campanha, Mayra pedia segundo voto ao eleitor: "Dia sete de outubro, depois de votar no seu primeiro senador, continue a sequência votando 456". O número de Cid, eleito para o Senado, era 123.

 

A assessoria de comunicação de Girão afirmou que ele não iria se pronunciar sobre o assunto. A assessoria de Jereissati limitou-se a dizer que não há motivos especiais para a ausência de menção a Girão.

 

Ouvido pelo O POVO, o deputado federal eleito e presidente do Pros, Capitão Wagner (Pros) analisou como natural a ausência de Girão na nota de Tasso. Argumenta que se o nome do senador eleito fosse colocado, o dele, por exemplo, também teria que ser, já que é uma das lideranças da oposição no Ceará.

 

Mayra nega desgaste com Girão. Disse que não pediu voto para Cid, "até porque ele não precisaria". Em relação a Girão, ela afirma que ligou para parabenizá-lo antes do fechamento das urnas.

Carlos Holanda, especial para O POVO