PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Dicas para não comer carne

01:30 | 05/02/2018

Para uns, parar de comer carne de origem animal é simplesmente uma questão alimentar. Para outros, não comer carne é uma postura diante da vida, de sustentabilidade e harmonia com o meio ambiente. Sejam quais forem suas razões para mudar os hábitos alimentares, damos uma ajuda com uma lista contendo cinco dicas importantes de como dar início a esse projeto, elaborada pelo OneMarket, clube de assinaturas de alimentação inclusiva. Confira! 

 

1. Procure ajuda profissional 

Depois da iniciativa de querer mudar a maneira de se alimentar, o que não é muito fácil, é hora de procurar ajuda. Cada organismo age de uma maneira diferente à mudança. Muitas vezes, os nutrientes que você precisa ingerir não são os mesmos que alguém da sua família necessita, por exemplo. Sendo assim, você precisa entender como seu corpo está funcionando para colocar em prática sua nova forma de se alimentar. Procure um nutricionista ou nutrólogo, esclareça suas dúvidas e monte uma dieta ideal. 

2. Comece sem comer carne com calma 

Mudanças devem ser feitas aos poucos, por isso, comece com calma. Existem diferenças entre as carnes vermelhas e as carnes brancas, por exemplo. A principal é a quantidade de ferro no tecido (o mesmo mineral que dá cor ao sangue). Por isso, no início, tente optar por tirar a carne que menos satisfaz você ou a que você não sentirá muita falta. E lembre-se da dica número 1, procure ajuda de um profissional. 

3. Frequente restaurantes vegetarianos ou veganos 

Hoje em dia, existem algumas opções de restaurantes veganos e vegetarianos, em Fortaleza. Até mesmo os comuns possuem versões sem carne dos pratos principais no cardápio. Se você tem costume de comer fora de casa ou utiliza muito o delivery, dê preferência às comidas veganas ou vegetarianas. Pouco a pouco você vai conhecendo os pratos e se identificando com os sabores. 

4. Crie ou salve suas receitas 

Faça suas anotações de pratos que mais gosta. Tente também reproduzi-los em casa, mudando talvez alguns temperos para ficarem mais ao seu gosto. Cuidado, porém, para não exagerar no consumo de carboidratos em compensação à falta de carne. Saiba balancear os alimentos para que você não tenha uma alimentação desequilibrada. Se a vontade de comer carne estiver muito forte, opte pela soja. É uma ótima maneira de substituir a carne e continuar a dieta.5. Consuma mais sementes 

As sementes são alimentos ricos em fibras e nutrientes. Castanhas, nozes e amêndoas, por exemplo, são ótimas oleaginosas e fazem muito bem. Apesar de serem calóricas, elas possuem gorduras boas, que dão mais energia para o corpo. Feijão e grão-de-bico sãos as principais sementes leguminosas que fornecem bastante proteínas e ferro. Chia e quinoa também são ótimas para incluir na dieta e possuem grandes quantidades de fibras e proteínas.  

 

Por Roberta Fonteles Philomeno