PUBLICIDADE
Olimpíadas
NOTÍCIA

Surfe na Olimpíada: cearense Silvana Lima se classifica para oitavas de final

Ela competiu na bateria três, na praia de Tsurigasaki, e garantiu vaga direta ao ter a segunda maior nota na somatória, com 12,13

Lucas Mota
05:31 | 25/07/2021
Silvana Lima avançou após ter a segunda maior nota na somatória da terceira bateria (Foto: Olivier MORIN / AFP)
Silvana Lima avançou após ter a segunda maior nota na somatória da terceira bateria (Foto: Olivier MORIN / AFP)

Natural de Paracuru, a cearense Silvana Lima está garantida nas oitavas de final do surfe na Olimpíada de Tóquio. Ela competiu na bateria três, na praia de Tsurigasaki, e garantiu vaga direta ao ter a segunda maior nota na somatória, com 12,13, ficando atrás apenas de Stephanie Gilmore, que teve 14,50. Tatiana Weston-Webb, a outra representante do Time Brasil, também avançou.

+ No clima de Tóquio, Paracuru homenageia a surfista cearense Silvana Lima

"Eu estou vivendo um sonho e eu penso: Silvana você está nas olimpíadas, Silvana tu acabou de competir, Silvana tu foi para as oitavas. Depois de tudo que eu passei, na hora que eu estava ali veio um filme na minha cabeça, desde criança até eu chegar aqui, todos os perrengues, momentos difíceis, as felicidades que eu tive e eu posso dizer que eu sou muito abençoada e agradeço a Deus por essa oportunidade de fazer o que eu mais gosto e representar bem o meu país", comentou Silvana, que foi personagem das Páginas Azuis do O POVO em maio.

Silvana Lima vai encarar a portuguesa Teresa Bonvalot nas oitavas de final. Já Tatiana conquistou a vitória de sua bateria. Ela conseguiu pontuação em duas ondas, com 6.33 e 5.00, totalizando 11.33. A brasileira avançou junto com a francesa Johanne Defay. Weston-Webb enfrenta a japonesa Amuro Tsuzuki.

"Estou arrepiada. É difícil acreditar que estamos aqui nas Olimpíadas surfando, é uma honra fazer parte de um grupo de atletas tão poderosos e eu sou muito grata. Muito feliz de estar aqui e muito feliz com minha bateria, além disso, ficando aqui do lado fica muito fácil de treinar a qualquer hora do dia para nos acostumarmos com esse tipo de onda e ameniza o desgaste de termos que vir e voltar todos os dias para Vila, eu não me imagino fazendo isso”, afirmou Tatiana.

Com as classificações das brasileiras, o Time Brasil teve 100% de aproveitamento no primeira dia de surfe. No masculino, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira também avançaram paras as oitavas.

Clique na imagem para abrir a galeria