Participamos do

Fortaleza perde por 3 a 0 para o Bragantino e chega ao quarto jogo sem vencer na Série A

Em uma partida ruim do Tricolor, o Massa Bruta aproveitou erros e venceu com facilidade; Leão permanece em quinto, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Corinthians na rodada
20:51 | Nov. 13, 2021
Autor Lennon Costa
Foto do autor
Lennon Costa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Fortaleza visitou o Red Bull Bragantino no estádio Nabi Abi Chedid e perdeu por 3 a 0 pela 32ª rodada do Brasileirão. Com a derrota, o Tricolor estaciona nos 49 pontos e cai para a quinta posição, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Corinthians na rodada.

O Tricolor chega à quarta partida seguida sem vencer no Brasileirão. Se contar o jogo de volta contra o Atlético-MG na Copa do Brasil, são cinco jogos sem vitória.

O Fortaleza volta a jogar na quarta-feira, às 19h, na Arena Castelão, quando enfrenta o Ceará no Clássico-Rei pela 33ª rodada da Série A.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jogo

Para o confronto, o técnico Juan Pablo Vojvoda contou com a volta de Yago Pikachu, que estava fora por uma luxação no ombro desde o dia 23 de outubro, na vitória do Tricolor sobre o Athletico-PR. O ataque foi formado pelos estrangeiros Ángelo Henríquez e Valentin Depietri.

Desde o início, o Bragantino buscou o ataque tentando envolver o Fortaleza com toques rápidos e conseguiu chegar ao ataque com facilidade. Logo aos dois minutos, Ytalo subiu sozinho na área após boa jogada de Artur pela direita e cabeceou ao lado do gol de Marcelo Boeck.

Já aos 3, Tinga cochilou na marcação e não viu Helinho passando sozinho do lado esquerdo. Aderlan fez belo lançamento e o atacante só deslocou Boeck para abrir o placar.

O Fortaleza seguia com dificuldade de criar. O Massa Bruta pressionava muito a saída de bola do Tricolor, forçando o erro para receber a bola mais perto da meta adversária.

E não demorou para o Bragantino ampliar. Aos 14, Helinho recebeu sozinho na esquerda, ninguém aproximou na marcação e ele cruzou para Ytalo se atirar na bola e marcar o segundo da equipe da casa.

O Bragantino seguia comandando as ações ofensivas e teve outra boa chance em um chute de fora da área de Aderlan que passou perto.

O Tricolor só começou a sair para o ataque depois dos 30 minutos. A melhor chance no primeiro tempo foi aos 39 em um cruzamento rasante de Tinga em que Henríquez e Depietri chegaram atrasados e não conseguiram finalizar.

Vojvoda optou por não fazer nenhuma alteração no intervalo e o Fortaleza seguia com as mesmas dificuldades do primeiro tempo. Até parecia que o cenário ia mudar quando Yago Pikachu teve boa chance após cruzamento de Lucas Lima, mas parou por aí.

O Red Bull Bragantino não fazia mais questão de ter a bola e usava as saídas em velocidade para tentar matar o jogo. Mesmo assim, com as inoperância ofensiva do Fortaleza, era o Massa Bruta que tinha as melhores chances.

Aos 12 minutos, Helinho tentou dar um chapéu em Titi, que deixou o braço e o árbitro marcou pênalti. Artur bateu e fez o terceiro do time da casa.

Após o terceiro gol, Vojvoda fez três alterações em sequência, colocando Jussa, Igor Torres e Ronald, mas não foi o suficiente para o Fortaleza crescer na partida, ameaçando muito pouco até o fim do jogo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags