PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Técnico do Fortaleza justifica por que decidiu morar no Pici e diz que precisa conhecer mais a cidade

Vojvoda não sabe, porém, se continuará morando na sede do clube por muito tempo. Ele se prepara para receber a família em Fortaleza e depois decidirá o que fazer. A revelação foi feita em conversa exclusiva com O POVO

Brenno Rebouças
19:31 | 27/07/2021
Técnico Juan Pablo Vojvoda em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici, onde mora  (Foto: Karim Georges/Fortaleza EC)
Técnico Juan Pablo Vojvoda em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici, onde mora (Foto: Karim Georges/Fortaleza EC)

Há mais de dois meses que a sede do Fortaleza é local de trabalho e de morada para o técnico Juan Pablo Vojvoda. Por opção, o argentino decidiu morar em um dos quartos do Hotel Otoni Diniz, que fica nas dependências do clube. Em entrevista exclusiva ao O POVO, o comandante do Leão explicou a decisão.

“Nos primeiros meses eu precisava estar muito focado no meu trabalho, porque venho de um país diferente. Precisava estar continuamente com informação e conhecer por dentro o clube”, explicou, afirmando, porém, que não sabe se vai continuar morando no Pici daqui a algum tempo. Seus auxiliares, Gastón Liendo e Nahuel Martínez, por exemplo, já não residem mais lá.

+Exclusivo: Vojvoda explica o que tem sido crucial para a campanha do Fortaleza além da intensidade

Se Vojvoda decidir se mudar, não será por falta de conforto, já que a diretoria tricolor até reformou o quarto onde ele mora. A decisão deverá passar mais pela família do treinador, que em breve deve vir ao Brasil.

"A pandemia dificulta a vinda da minha família, mas estamos prontos. Pode ser possível que minha esposa e meus filhos venham para Fortaleza passar o primeiro mês e logo decidimos como seguir tudo isso", revelou.

As saídas do argentino do Pici tem sido poucas. Além dos jogos do Fortaleza, é claro, geralmente ele vai ao supermercado ou ao shopping que fica ao lado da sede do clube. O argentino confessa que gostaria de conhecer mais a cidade, mas não reclama da rotina que tem.

“Estou consciente que preciso conhecer a cidade, Fortaleza é muito bonita e quero conhecer também fora do pici. Haverá o momento, mas não pensem que Vojvoda está sofrendo, não, ao contrário, estou muito feliz e muito focado no trabalho do dia a dia”