PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Vojvoda valoriza chances criadas pelo Fortaleza contra o Grêmio e lamenta a não conversão em gols

O comandante tricolor disse ainda que a equipe segue psicologicamente forte e ressaltou que o Fortaleza continua buscando a vitória o tempo inteiro em campo

Brenno Rebouças
23:40 | 27/06/2021
Vojvoda diz que funcionamento da equipe em campo é o mais importante e lamenta que gol não tenham saído (Foto: Aurelio Alves)
Vojvoda diz que funcionamento da equipe em campo é o mais importante e lamenta que gol não tenham saído (Foto: Aurelio Alves)

Do empate sem gols entre Grêmio e Fortaleza, na noite deste domingo, 27, em Porto Alegre, o técnico do Leão, Juan Pablo Vojvoda, destacou a quantidade de chances criadas pelo time que comanda. Para o argentino, converter ou não as oportunidades em gols é do futebol, porém o mais importante é a maneira como a equipe se comporta em campo.

+Após defesa de pênalti, Felipe Alves diz usou "jogo de indução" na batida de Diego Souza

“Acho que tivemos muita mobilidade, pretendemos fazer isso, a equipe teve duas situações e gols no primeiro tempo e mais três ou quatro muito claras no segundo tempo. O principal do funcionamento é isso. Mobilidade, rupturas e criar situações de gol. Futebol, às vezes você chega uma vez e marca, hoje chegamos cinco ou seis vezes e não convertemos, disse Vojvoda.

O comandante tricolor disse ainda que a equipe segue psicologicamente forte e ressaltou que o Fortaleza continua buscando a vitória o tempo inteiro em campo. “O Fortaleza veio, se se plantou, jogou de igual para igual muitas vezes ou superior ao adversário e isso é o mais importante. Eu quero ganhar, você quer ganhar, os jogadores e torcedores querem ganhar, mas no futebol o importante é fazer tudo para ganhar”, defendeu.

Vojvoda ainda explicou as três alterações que fez na segunda etapa, quando jogou a maior parte do tempo com um homem a mais. “A entrada do Felipe nos deu segurança de bola, a entrada de Torres nos deu força no ataque e Osvaldo nos dá velocidade, um contra um. O Osvaldo, principalmente, teve bons minutos, de onde se criaram situações a partir de sua opção”, justificou.