PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Troca de técnico no Fortaleza dá nova perspectiva a Crispim, que promete render mais no meio de campo

Meia disse que não se adaptou à função que foi escalado por Enderson Moreira, disse como gosta de atuar e prometeu manter o empenho nos treinos para retomar titularidade

Brenno Rebouças
20:34 | 28/04/2021
Meia Lucas Crispim em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza EC)
Meia Lucas Crispim em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza EC)

Titular em três dos quatro primeiros jogos do Fortaleza na temporada 2021, o meia Lucas Crispim foi perdendo espaço no time com o avançar dos jogos. Ficou de fora de alguns e atuou apenas alguns minutos em outros. Com a troca de técnico, o camisa 10 ganha nova perspectiva no clube e promete trabalhar bastante para retomar a titularidade.

+Auxiliar assume de forma interina e comandará Fortaleza diante do Caucaia

"Se o Enderson (Moreira) optou por não me utilizar em alguns jogos, foi por critério dele. Claro, respeito ao máximo o profissional, mas (estou) sempre trabalhando, dando meu melhor e não vai ser diferente com a chegada do novo treinador. Vou me dedicar bastante para que possa voltar a jogar todos os jogos", garante.

O meia não escondeu que esperava ter atuado mais vezes pelo Fortaleza até aquii, porém garante que nunca perdeu o foco na equipe. "Comecei bem no meu primeiro jogo, depois não tive tanta sequência como eu esperava [...] trabalhei muito forte nesses dias, não desanimei, não abaixei a cabeça, esperando minha oportunidade chegar. E continuo fazendo da mesma forma", disse.

Crispim admitiu também que não se adaptou à função que o ex-técnico do Leão o colocou para fazer, mas não explicou exatamente o que o incomodava ou dificultava. "Não era a forma que eu vinha jogando anteriormente, tentei me adaptar ao máximo nessa nova função que me foi designada, mas agora vamos esperar para ver o que vem pela frente. Continuar treinando, focado 100%, para que possa tirar o melhor de mim mesmo", contou.

+Sem avanço, Fortaleza vê Fernando Diniz distante e segue busca por técnico

O jogador relatou como gosta de jogar e prometeu um desempenho bem melhor se atuar como jogava no Guarani-SP, último clube que defendeu antes do Fortaleza. "Posicionamento que mais gosto de jogar é ali no meio, mas desde o início da minha trajetória também joguei como ponta, então posso dizer que sou um jogador versátil. Até recuar um pouco mais, jogar de volante, também me sinto muito à vontade e acho que posso render mais ali no meio de campo. São minhas principais características, o passe, o chute de fora da área, a bola parada, que decide jogo, e as assistências”, disse.