PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

Benevenuto defende ser inocente em denúncia por agressão e declara gratidão ao Fortaleza

Após estreia pelo Tricolor, zagueiro é apresentado oficialmente, manifesta-se sobre acusação de agressão a ex-namorada e agradece oportunidade no novo clube

16:55 | 13/04/2021
Zagueiro Marcelo Benevenuto com a bola no jogo Confiança x Fortaleza, no estádio Batistão, em Aracaju, pela Copa do Nordeste (Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza EC)
Zagueiro Marcelo Benevenuto com a bola no jogo Confiança x Fortaleza, no estádio Batistão, em Aracaju, pela Copa do Nordeste (Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza EC)

Contratado sob críticas de parte da torcida do Fortaleza em razão de uma denúncia por suposta agressão à ex-namorada em 2017, o zagueiro Marcelo Benevenuto estreou na vitória por 2 a 0 sobre o Confiança-SE, no último sábado, 10, e concedeu a primeira entrevista coletiva nesta terça-feira, 13.

O delegado responsável pela investigação do caso pediu o arquivamento, mas o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) ofereceu nova denúncia no final do ano passado. A chegada do defensor ao Pici causou insatisfação de torcedores nas redes sociais, mas o Tricolor priorizou a parte técnica e incluiu uma cláusula de rescisão automática em caso de condenação. O jogador garante inocência e se diz grato ao clube pela oportunidade.

"Teve essa situação de volta, de 2017. Já fui inocentado na primeira vez e acho que não vai ser diferente na segunda. Encaro como mais uma oportunidade na minha vida, porque o Fortaleza é um clube grande também. Toda vez que eu entrar em campo, vou dar meu máximo, deixar minha vida dentro de campo para ser uma forma de gratidão ao Fortaleza por ter me proporcionado essa oportunidade", afirmou.

LEIA MAIS

+ Quintero deixa 2020 ruim para trás e recupera boa fase e titularidade no Fortaleza
+ Sem previsão de público nos estádios, Fortaleza prepara revisão no orçamento
+ Após ter recebido 3º cartão amarelo, Enderson Moreira vai desfalcar Fortaleza contra CSA

O camisa 5 era uma das prioridades para o sistema defensivo do Leão no mercado da bola, mas as primeiras tentativas esbarraram no Botafogo-RJ. Outras equipes também manifestaram interesse, mas o Glorioso aceitou liberar por empréstimo até o final do ano para o Fortaleza. O zagueiro destacou a recepção na nova casa e justificou a escolha.

"Tive outras propostas também de outros grandes clubes, mas pela persistência do Fortaleza de contar comigo... Pô, fiquei muito feliz. Quando eu soube que houve interesse do Fortaleza, na primeira vez ainda segurei para ver como seria morar em outro lugar, porque nunca fiquei tão distante da minha família. Lá no Rio, em duas horas eu estava em Resende. Vejo o Fortaleza crescendo no futebol, sempre montando grandes equipes, e também a torcida. Quando a gente jogou aqui ainda tinha torcida e eu também vejo uns vídeos no YouTube... A torcida é maluca (risos). Estou muito feliz pela oportunidade", garantiu.

"Parece que eu estou aqui há um ano já. A rapazeada aqui é sensacional, desde o presidente... Você entra no campo e vê o presidente, parece ser uma pessoal normal, um cara muito humilde, não parece ser o presidente. Eu acho isso bacana, essa aproximação da diretoria com os jogadores, faz a gente ficar mais à vontade também", avaliou.

Titular do time carioca neste início de temporada, Marcelo Benevenuto precisou de poucos dias de treino no Tricolor antes de receber a primeira oportunidade. O defensor foi escalado como titular no triunfo sobre o Dragão, no estádio Batistão, em Aracaju, pela Copa, do Nordeste, e aprovou a estreia, com elogios aos companheiros e ao comandante.

"Eu não estou acostumado a ter um goleiro tão bom com o pé, que é o Felipe (Alves). O cara é sensacional com os pés, e isso passa uma segurança para a gente, da defesa. Pode recuar uma bola que a gente sabe que ele vai se virar. Isso é um pouco diferente para mim. Na equipe, é um ajudando o outro, equipe bem organizada pelo professor Enderson, montou a equipe conforme veio o adversário e achei inteligente isso da parte dele, de ter 'poupado' os titulares e dar mais oportunidade para quem não vinha jogando. A rapazeada aproveitou bem a oportunidade e eu também pude aproveitar da melhor forma. Quase saiu um golzinho, né? Poderia ter saído (risos)", disse.