PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Com quatro defesas difíceis, Felipe Alves foi o destaque do Fortaleza no Clássico-Rei

O goleiro do Leão fez intervenções com elevado grau de dificuldade e garantiu o empate contra o Ceará

Gabriel Lopes
18:27 | 20/03/2021
Felipe Alves foi decisivo para o Fortaleza contra o Ceará pela Copa do Nordeste, no primeiro Clássico-Rei de 2021 (Foto: Aurelio Alves)
Felipe Alves foi decisivo para o Fortaleza contra o Ceará pela Copa do Nordeste, no primeiro Clássico-Rei de 2021 (Foto: Aurelio Alves)

O primeiro Clássico-Rei de 2021 terminou empatado por 0 a 0. Neste sábado, 20, na Arena Castelão, um jogador específico teve grande importância na falta de gols no embate entre Ceará e Fortaleza, pela quarta rodada da Copa do Nordeste. O goleiro do Leão Felipe Alves, que jogou mesmo com o falecimento na manhã deste sábado do seu pai, Maurício de Jesus Raymundo, fez defesas em lances cruciais da partida e impediu que o Tricolor do Pici saísse de campo com uma derrota.

Ao todo, foram seis defesas do arqueiro tricolor, quatro delas com elevado grau de dificuldade. A primeira delas aconteceu logo aos três minutos de jogo, quando o atacante colombiano Mendoza, do Vovô, arrancou em contra-ataque, invadiu a área e finalizou próximo da trave direita. Felipe fechou o ângulo e impediu o tento.

No início do segundo tempo, que foi o momento de maior imposição do Ceará no jogo, as intervenções de Felipe Alves foram fundamentais para a manutenção do zero no placar. Logo aos 11 minutos, ele defendeu remate forte de fora da área efetuado por Bruno Pacheco, com vários jogadores impedindo que o goleiro visse a bola plenamente. Na sequência do lance, que teve uma rebatida de Robson contra o próprio "patrimônio", na trave, Klaus chutou de dentro da área e Felipe, mostrando reflexos apurados, afastou a bola. 

Dois minutos depois, aos 13, Fernando Sobral finalizou com força e de primeira da entrada da área, mas o goleiro do Leão se esticou e espalmou para escanteio.

Caso essas intervenções não tivessem sido feitas, é provável que o Fortaleza tivesse saído de campo derrotado, pois a produção ofensiva do Tricolor foi abaixo da média. Em sete finalizações totais, apenas uma delas levou real perigo de gol, aos quatro minutos, com Ederson. Além disso, de acordo com dados do Footstats, somente um chute acertou a direção do gol, mas sem dificuldade alguma para Richard, goleiro alvinegro.