PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Com novo preparador físico, Fortaleza se organiza para reta final do Brasileirão

Edy Carlos tem acompanhado Enderson Moreira nos clubes em que o treinador trabalhou

10:41 | 13/01/2021
Edy Carlos é o novo preparador físico do Fortaleza (Foto: Leonadro Moreira/FEC)
Edy Carlos é o novo preparador físico do Fortaleza (Foto: Leonadro Moreira/FEC)

O Fortaleza tem um novo preparador físico. O professor Edy Carlos chega ao tricolor após passagens por Athletico-PR, Seleção Brasileira de Base, América-MG, Bahia, Ceará, Cruzeiro e Goiás. O novo profissional do Tricolor falou sobre as primeiras impressões, a necessidade de não perder atletas para o terço final do Brasileirão, do elenco curto e do estilo de treinamento.

O preparador físico do Leão comentou sobre a percepção teve do elenco na última partida da Série A. Para Edy Carlos, o jogo contra o Grêmio, no último sábado, 9, mostrou que a equipe está bem preparada fisicamente.

“Cheguei aqui vi uma equipe aguerrida, competitiva, numa condição física boa. Evidente que estamos num fim de temporada onde os níveis de stress, de desgaste são maiores. Temos nove jogos para fazer nesses 40 dias que faltam, mas fiquei muito contente com o jogo que realizamos no sábado, pela entrega dos atletas. Ninguém consegue entregar o que não pode dar. Pelo jogo que fizemos nos quesitos e aspectos físicos, tenho certeza de que é um grupo que está bem preparado”

Com o goleiro Max Alef no departamento médico por uma cirurgia no joelho e dois desfalques por Covid, Ederson e Boeck, o elenco tricolor está quase todo disponível. Edy Carlos, então, falou em usar os jogadores que estiverem em melhores condições.

“A gente está num final de temporada, chegamos no clube agora e não temos nenhum atleta no departamento médico, com exceção do Max Walef, que fez uma cirurgia. Então isso é muito positivo, você chegar em final de temporada com os atletas todos disponíveis. Temos agora só Boeck e Ederson (indisponíveis) por causa da Covid. Neste momento tem que utilizar os que estiverem em melhores condições, mais aptos para o trabalho”

Edy Carlos também destacou a intensidade que aplica dos treinos de Enderson Moreira, mas que neste período da temporada terá que observar os “sinais do corpo” e, se preciso, dar um passo atrás.

“O Enderson costuma dizer que a gente gira muito alto nos nossos treinos, mas é que a gente acredita muito no trabalho, que tem que ser dessa maneira. Mas eu falo para eles da mesma forma, às vezes quando está com desgaste, uma hora o corpo está dando um sinal, nós temos os exames fisiológicos que são feitos. Às vezes (é melhor) dar um passinho para trás, esperar um dia, num processo de recuperação que no outro dia vai estar zerado”.

Por fim, o novo preparador físico do Fortaleza ressaltou a longa maratona que estão tendo e acredita em um bom final de temporada.

“Tem o stress do ano todo, que foi muito difícil. Nós começamos a temporada em janeiro e já estamos em janeiro novamente, então é óbvio que gera um pouquinho de stress maior. Mas com a estrutura que o clube tem, a gente vai conseguindo com muita conversa, muita tranquilidade, motivar todo mundo. Tenho certeza de que vamos fechar muito bem a temporada”

O Fortaleza viaja para Porto Alegre para encarar o Internacional, segundo colocado do Brasileirão. O jogo será no Beira-Rio, neste domingo,17, às 20h30min, em partida válida pela 30ª rodada da Série A.

Por Horácio Neto

TAGS