PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

De volta ao Fortaleza, Chamusca crava: "Maior desafio da minha carreira"

Na véspera da estreia, treinador comemora retorno ao Tricolor após cinco anos com "brilho no olho" e destaca crescimento do clube

17:51 | 13/11/2020
Técnico Marcelo Chamusca em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira/FortalezaEC)
Técnico Marcelo Chamusca em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira/FortalezaEC)

Após cinco anos, Marcelo Chamusca está de volta ao Pici. Na tarde desta sexta-feira, 13, o treinador de 54 anos foi apresentado oficialmente pelo presidente Marcelo Paz na sede do Fortaleza. Feliz com o retorno para a terceira passagem pelo Leão, o novo comandante celebrou a oportunidade, elogiou a evolução do clube e assegurou que é o maior desafio da carreira.

O técnico baiano passou pelo Tricolor em 2014 e 2015 e foi campeão cearense na segunda temporada. A ascensão na carreira continuou, inclusive com acesso para a Série A pelo Ceará, em 2017. Desde o ano passado, estava à frente do Cuiabá, mas topou a oferta até o final de 2021 para assumir o Fortaleza.

"Eu recebo com muito carinho e com convicção nosso professor Marcelo Chamusca, que é um irmão que fizemos no futebol. Foi o primeiro treinador com quem eu trabalhei quando iniciei minha carreira como dirigente, em 2015, aqui no Fortaleza, e tivemos a felicidade de ser campeões juntos, aquele título que lembramos com muito orgulho, do gol do Cassiano. A gente fez essa escolha sabendo que ele vem com brilho nos olhos, supermotivado, conhece o nosso elenco, foi muito bem aceito pelo elenco. Fizemos uma escolha conversando também com os jogadores e houve uma aceitação muito grande. Por isso a gente está aqui junto para dar sequência a esse trabalho", explicou Paz, em entrevista coletiva.

+ Sob novo comando, Fortaleza tenta encerrar tabu diante do São Paulo
+ Com uma semana para novas inscrições, Fortaleza discute reforços com Chamusca

Após o anúncio do acerto com o Leão, Chamusca publicou nas redes sociais que "os olhos brilharam" ao receber a ligação do mandatário tricolor. Por isso, decidiu aceitar retornar ao clube com a missão de tentar a permanência na Primeira Divisão. O novo comandante revelou que se despedir do clube do Mato Grosso não foi simples - já havia recusado proposta do Cruzeiro-MG, por exemplo -, mas encarou a chance como uma convocação.

"Queria agradecer as palavras do presidente. De fato, as minhas palavras nas minhas redes sociais expressaram meu sentimento de quando recebi a primeira ligação do presidente. O meu olho brilhou. Eu estou até um pouco emocionado porque eu tenho uma gratidão muito grande ao Fortaleza pela oportunidade que me deu no final de 2013 para poder crescer na carreira. Cheguei aqui em um momento muito difícil, consegui construir um time competitivo, fazer uma temporada de excelência. Saí e retornei em um prazo muito curto, tive o prazer de trabalhar com o Marcelo (Paz). Sempre falei publicamente que foi um dos diretores de futebol que tive que sempre sentava comigo e falava abertamente não só sobre característica de jogador, mas de metodologia de treino, modelo de jogo, e isso é muito importante no trabalho do treinador. Receber a ligação de Marcelo, no momento em que o Fortaleza faz um trabalho de excelência, com crescimento gradativo e muito consistente, muito equlibrado financeiramente, com a estrutura excepcional... Fiquei encantado com o que encontrei aqui. Saí em 2015 e retorno em 2020, encontro um clube com todas as condições possíveis e imagináveis para que o treinador possa realizar um grande trabalho. De fato, meu olho brilhou, não só pela nossa amizade e relação, mas pelo momento do clube", disse o treinador.

+ Contra o São Paulo, novo técnico do Fortaleza busca primeira vitória da carreira pela Série A
+ Fortaleza tem seis jogadores no atual elenco que já trabalharam com Chamusca

"Anteriormente, há um mês, recebi propostas de grandes clubes e, para ser sincero, meu olho brilhou agora e meu coração sinalizou um retorno para esse grande clube, com essa grande história, que eu tenho muito orgulho de fazer parte dessa história por ter conquistado um título importante em um momento em que o clube estava muito sedento por vitórias. Estou muito feliz de estar aqui no clube hoje. Foi uma decisão difícil, porque eu estava realizando um bom trabalho, vinha com bons números, muito bem na competição, dentro do G-4 desde o início da competição, o Cuiabá com um jogo importante contra o Grêmio nas quartas de final... Mas foi um chamado. E eu estou aqui muito motivado, com energia e otimismo muito grandes de que nós vamos realizar um grande trabalho porque temos todas as condições: estrutura do clube, bom elenco, a sinalização da aceitação do elenco ao meu nome, que também foi fundamental para que eu aceitasse esse desafio, que é o maior desafio da minha carreira. Mas eu estou muito motivado para realizar um grande trabalho", garantiu.

Marcelo Chamusca teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta sexta e estreia à frente do Fortaleza diante do São Paulo, neste sábado, 14, às 19 horas, na Arena Castelão, pela 21ª rodada do Brasileirão.