PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

Cuiabá confirma vinda de Marcelo Chamusca para o Fortaleza

Treinador já havia comandado o Tricolor em 2014 e 2015. Ele deixa o time mato-grossense na terceira colocação da Série B

Lucas Mota
14:15 | 11/11/2020
Chamusca era o técnico do Fortaleza no título cearense de 2015 (Foto: Edimar Soares em 29/8/2015)
Chamusca era o técnico do Fortaleza no título cearense de 2015 (Foto: Edimar Soares em 29/8/2015)

O técnico Marcelo Chamusca deixou o Cuiabá para assumiu o Fortaleza na sequência da temporada. O próprio clube do Mato Grosso foi quem anunciou a saída do técnico devido ao acerto com o Tricolor do Pici.

O Leão ainda não oficializou o acerto com o treinador Marcelo Chamusca, mas divulgará nas próximas horas. O Esportes O POVO confirmou com fontes ligadas ao clube cearense o acerto com o novo técnico, que substituirá Rogério Ceni. O vínculo contratual será até dezembro de 2021.

O empresário de Marcelo Chamusca está em Salvador resolvendo os últimos detalhes do contrato. O treinador já desembarca em Fortaleza nesta quarta-feira, 11.

Será a terceira passagem de Chamusca pelo Fortaleza. A primeira ocorreu entre 2 de dezembro de 2013 e 25 de outubro de 2014, enquanto a segunda entre 2 de março e 17 de outubro de 2015.

Como comandante do Fortaleza, Chamusca tem 86 jogos (Série C, Campeonato Cearense, Copa do Nordeste e Copa do Brasil), sendo 49 vitórias, 28 empates e nove derrotas, com 67,82% de aproveitamento. Ele foi campeão do Estadual, em 2015, pelo Tricolor, em final disputada contra o maior rival, Ceará, e lembrada até hoje pela torcida.

Chamusca fez duas boas campanhas comandando o Fortaleza na Série C, em 2014 e 2015, mas acabou eliminado na fase do mata-mata.

No Cuiabá, o trabalho do treinador vinha sendo de destaque. O técnico conseguiu classificar a equipe de maneira inédita para as quartas de final da Copa do Brasil, depois de eliminar o Botafogo. Na Série B, o Auriverde é o terceiro colocado com 36 pontos conquistados em 20 jogos.

A escolha de Chamusca

O nome de Marcelo Chamusca não foi o primeiro na lista de preferências da diretoria. Anteriormente, o clube do Pici tentou Tiago Nunes, Roger Machado e Dorival Júnior, mas o trio recusou. Apesar disso, os dirigentes do Leão confiam na capacidade do novo treinador para dar continuidade ao trabalho e veem nele as características desejadas para o substituto de Rogério Ceni.

Entre as motivações para a contratação de Chamusca, a diretoria do Tricolor acredita que o treinador conseguirá manter o ambiente em harmonia com o elenco. A escolha por ele segue o raciocínio que haverá a continuidade do trabalho de Ceni, com o mínimo de mudança.

Outro ponto a favor de Chamusca é que o treinador já conhece bem o clube pelas passagens anteriores. O técnico também trabalhou diretamente com seis atletas do atual elenco do Leão: Bergson, Juninho, Max Walef, Felipe, Tinga, Bruno Melo e Juninho.