PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

"Coloco em campo o que tenho de melhor fisicamente", justifica Ceni após vitória diante do América-RN

De virada, o Fortaleza venceu o América-RN por 3 a 1 em partida válida pela Copa do Nordeste; gols foram marcados por Derley e Wellington Paulista

Iara Costa
23:21 | 21/07/2020
Técnico Rogério Ceni cedeu coletiva virtual após vitória diante do América-RN (Foto: Reprodução / TV Leão)
Técnico Rogério Ceni cedeu coletiva virtual após vitória diante do América-RN (Foto: Reprodução / TV Leão)

"Todo dia coloco em campo o que tenho de melhor fisicamente". Foi o que destacou o técnico Rogério Ceni, após vitória de virada do Fortaleza por 3 a 1 contra o América-RN, em partida válida pela Copa do Nordeste. "É um time que troca muita bola, trabalha bem essa bola e, quando está perdendo, volta para o jogo consciente do que tem que fazer. Hoje, não nos desesperamos, não levantamos voz em vestiário, nos organizamos e fizemos alterações previstas", avaliou em coletiva online. 

O treinador elogiou ainda a capacidade de adaptação de seus atletas em diversas funções."Com todas as dificuldades, adaptações, todos sabem a sua função e podem fazer uma função sobressalente. Isso ajuda bastante na compreensão. Pode faltar atleta para posição, mas não falta boa vontade deles em tentar aprender, observar e ter um sistema mais bem definido de jogo que fica bem exequível", pontuou Ceni.

Dentre seus jogadores que cumprem múltiplas funções está Marlon e o técnico do Tricolor do Pici avaliou o desempenho do jogador após o final da partida. "Como meia mais avançado ele foi um pouco prejudicado, já que o Derley não tem a ultrapassagem, é um jogador mais defensivo, mas acabamos armando com três jogadores. Ele ficou mais aberto, mas sem muita ultrapassagem para fazer jogo com ele. Quando ele veio para lateral, foi surpreendente, fez uma ótima função. Não apoia tanto quanto Tinga ou Gabriel, mas acima da expectativa que eu tive", observou. 

Em relação à ausência de Osvaldo no time que começou o jogo, Ceni justificou que tentou poupar o jogador para "tê-lo em momento de mata-mata". "É um jogador muito importante para mim. Tenho que preservar o atleta. Velocistas são jogadores que dão assistência, fazem a diferença e tenho que tê-los em momento de mata-a-mata", contou.

Questionado quanto a não-escalação de Felipe, Rogério ressaltou que não "gastaria" o volante na lateral. "Felipe não estava em campo, não pôde ser relacionado. Acredito que sábado ele esteja à disposição. Acredito que, mesmo se ele estivesse (disponível), não o gastaria nunca de lateral, pois tem muita qualidade no meio de campo para se jogar na lateral. Improvisaria qualquer um outro jogador, mas não gastaria o volante com a qualidade que ele tem para jogar de lateral no jogo. Derley foi primeira opção por altura, manter nosso padrão de jogo", disse o treinador.