Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Ceará, Fortaleza e FCF finalizam protocolo e querem liberação de 40% de público nos estádios

Clubes e Federação enviarão pedido ao Governo do Estado na próxima quarta-feira, 4; documento prevê acesso de torcedores testados para Covid-19 ou com imunização completa pela vacina
16:38 | Ago. 03, 2021
Autor - Afonso Ribeiro
Foto do autor
- Afonso Ribeiro Repórter de Esportes
Tipo Noticia

Em reunião na tarde desta terça-feira, 3, Ceará, Fortaleza e Federação Cearense de Futebol (FCF) ajustaram os últimos detalhes do protocolo para o retorno dos torcedores aos estádios. O Esportes O POVO apurou que o documento, que será enviado ao Governo do Estado na próxima quarta-feira, 4, solicita liberação de 40% da capacidade dos estádios e prevê acesso para torcedores com imunização completa pela vacina ou testagem prévia para Covid-19.

O protocolo estabelece dois critérios principais para o acesso dos torcedores: as duas doses da vacina tomadas - ou dose única, no caso da Janssen - ou realização de teste PCR até 48 horas antes da partida. No caso da Arena Castelão, utilizada pelos dois clubes, a liberação de 40% de público seria equivalente a 24 mil torcedores - a capacidade total atual é de 60 mil pessoas.

O pedido oficial será encaminhado ao Governo na quarta-feira, 4, e deverá entrar em pauta na reunião semanal do Comitê estadual de combate à pandemia, na próxima sexta-feira, 6.

Diante da intenção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de permitir a presença de público a partir das quartas de final da Copa do Brasil - e, possivelmente, ampliar para outras competições -, os dois clubes cearenses da Série A e a Federação decidiram se antecipar para tentar avançar.

As três partes mantinham conversas há alguns meses e já se movimentavam nos bastidores para dar esse passo. Uma reunião chegou a ser marcada com a Secretaria de Saúde, mas sem sucesso pela ausência do titular da pasta, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto.

Alvinegros e tricolores, inclusive, chegaram a firmar parceria com uma empresa de tecnologia que disponibilizaria um aplicativo para controlar a entrada dos torcedores de acordo com os requisitos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Titi admite lições de derrota em Clássico-Rei e promete Fortaleza ofensivo contra CRB

Camisa 44
17:54 | Ago. 03, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Noticia

Sem muito tempo para lamentar a derrota por 3 a 1 para o Ceará, no último domingo, 1º, pela Série A, o Fortaleza se prepara para encarar o CRB-AL na próxima quarta-feira, 4, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O zagueiro Titi admite que tirou lições do revés no Clássico-Rei, mas confia na sequência do trabalho e promete postura ofensiva no Rei Pelé para tentar carimbar a classificação.

No primeiro duelo diante do Vovô na atual edição do Brasileirão, o Tricolor saiu na frente, mas cedeu a virada e acabou derrotado na Arena Castelão. O defensor pondera que o resultado negativo gera maior atenção às falhas e diz que o objetivo é seguir em evoluçao na temporada.

"Não só o clássico, toda e qualquer partida sempre tem algo para aprender. É claro que depois de uma derrota você analisa, revê e tenta entender o que se passou no jogo. E assim é em qualquer outro jogo que a gente venha a jogar. Sabemos que temos alguma coisa a melhorar e estamos sempre na busca da evolução. É o que a gente vem buscando a cada partida, a cada treino e foi dessa forma que a gente se tornou uma defesa muito eficiente. Vamos continuar o nosso trabalho", afirmou.

O foco agora passa a ser o mata-mata nacional. Se conseguir passar pelo Galo da Pajuraça, a partir das 16h30, o Leão igualaria a melhor campanha na história no torneio e embolsaria premiação de R$ 3,45 milhões pela vaga nas quartas de final.

"Exatamente seguir aquilo que a gente vem fazendo até o momento. Nós somos um time que trabalha e se dedica muito e que busca, a todo momento, vencer, independente do adversário que possa estar do outro lado. E essa tem que ser a nossa postura diante do CRB no jogo de amanhã (quarta-feira). Sabemos que será um jogo difícil, que enfrentaremos uma equipe que quer nos vencer, mas temos o nosso modo de jogar, a nossa maneira de se postar dentro de campo e não pode ser diferente disso", frisou Titi.

No duelo de ida, na última quinta-feira, 29, a equipe do Pici venceu por 2 a 1 no Castelão. Com o triunfo, apenas um empate é suficiente para conseguir avançar. Apesar disso, o camisa 44 evita pensar na vantagem e prega respeito ao time alagoano.

"Eu não gosto muito de pensar nessa forma de não sofrer gol. A gente tem que vencer o nosso adversário. É claro que sabemos que temos uma vantagem, mas o que a gente vem demonstrando até o momento é que somos uma equipe que procura atacar, vencer os jogos, botar muita intensidade, e essa tem que ser a nossa forma de jogar. Se a gente ficar pensando que tem uma vantagem ou que basta não sofrer gols... É claro que a gente tem que estar com o sistema defensivo forte, mas também sabendo que é importante fazer um bom jogo e vencer o nosso adversário", ressaltou Titi.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Vacinômetro: Ceará tem 17,78% da população vacinada contra Covid-19

CORONAVÍRUS
17:49 | Ago. 03, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará tem um total de 1.633.778 pessoas que completaram a imunização contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 17,78%* da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado. Em relação à primeira dose (D1), 3,8 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 42,22% da população do Estado. Ceará aplicou mais de 5,5 milhões de doses da vacina contra a doença em seis meses da campanha de vacinação contra a doença.

As informações são da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas dessa segunda-feira, 2. Já as estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A plataforma ainda mostra que, nas últimas 24 horas, 23 mil pessoas receberam a D1, 13 mil a D2 e nenhuma pessoa recebeu a vacina de dose única.

LEIA MAIS | Xepa de vacina contra Covid-19 existe em Fortaleza? Saiba como o processo funciona

+ Covid: Variante Delta é identificada em viajantes que chegaram a Fortaleza

No levantamento dos imunizantes que chegaram ao Ceará, por meio do Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, mais de seis milhões de vacinas foram entregues ao Estado e foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última utiliza apenas uma dose de aplicação para imunização contra o vírus.  

No fim de semana, o Ceará recebeu um total de 316.360 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 143.200 da CoronaVac e 173.160 da Pfizer. No entanto, o lote recebido é menor do que o previsto pelo Ministério da Saúde, cuja previsão era de entregar 319.960 doses. Segundo informações do governador Camilo Santana (PT), a pasta federal deve compensar quantitativo nas próximas remessas. 

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 5.478.013
Total de D1 aplicadas: 3.855.400
Total de D2 aplicadas: 1.474.118
Total de doses únicas aplicadas: 148.495

LEIA TAMBÉM | Fortaleza retoma aplicação de primeira dose na quarta-feira, 4

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa.

LEIA MAIS | Perdeu data da segunda dose da vacina contra Covid? Saiba onde ser imunizado

+ Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Além do público em geral, as pessoas incluídas nos grupos prioritários das fases 1, 2, 3 e 4, do PNI, estão recebendo os imunizantes contra o coronavírus em paralelo. Dentre as categorias, estão: trabalhadores da saúde, idosos, indígenas, quilombolas, pessoas com comorbidades, grávidas, puérperas, pessoas portadoras de deficiência, moradores de rua, trabalhadores da educação, profissionais do transporte coletivo rodoviário, metroviário, aéreo, aquaviário, portuários entre outros.

Em Fortaleza, pessoas com 40 anos ou mais e que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 poderão buscar qualquer centro de vacinação na Capital a partir da quarta-feira, 4. Não há necessidade de agendamento prévio, mas as pessoas devem estar cadastradas no site Saúde Digital. Também a partir desta quarta, Fortaleza volta a vacinar pessoas com a primeira dose (D1) do imunizante contra o novo coronavírus. A aplicação da D1 tinha paralisado no último fim de semana, por falta de imunizantes.

Veja os números de vacinados por grupo prioritário no Estado**

- Profissionais de Saúde (fase 1)

Dose 1 (D1): 259.355 (102%)
Dose 2 (D2): 210.594 (81%)
Dose Única (DU): 94

- Idosos institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 2.207 (109%)
Dose 2 (D2): 2.169 (107%)
Dose Única: 0

- Indígenas (fase 1)

Dose 1 (D1): 19.469 (95%)
Dose 2 (D2): 19.191 (94%)

- Idosos > 75 anos (fase 1)

Dose 1 (D1): 375.286 (108,86%)
Dose 2 (D2): 359.402 (104,24%)
Dose Única: 96

- Deficientes institucionalizados (fase 1)

Dose 1 (D1): 559 (148,28%)
Dose 2 (D2): 534 (138%)
Dose Única: 0

- Idosos entre 70 e 74 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 238.674 (107,28%)
Dose 2 (D2): 217.263 (97,87%)
Dose Única (DU): 95

- Idosos entre 65 e 69 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 270.755 (98,08%)
Dose 2 (D2): 255.887 (92,17%)
Dose Única (DU): 95

- Idosos entre 60 e 64 anos (fase 2)

Dose 1 (D1): 334.085 (99%)
Dose 2 (D2): 259.811253.824 (67%)
Dose Única: 534

- Povos e comunidades quilombolas (fase 2)

Dose 1 (D1): 14.858 (100%)
Dose 2 (D2): 12.664 (81%)
Dose Única: 0

- Trabalhadores da Força de Segurança, Salvamento e Forças Armadas (fase 2)

Dose 1 (D1): 32.619 (111%)
Dose 2 (D2): 8.379 (27%)
Dose Úncia: 49

- Gestantes, Puérperas e Comorbidades (fase 3)

Dose 1 (D1): 52.189 (89%)
Dose 2 (D2): 12.511 (19%)

- PCD e Comorbidades (Fase 3)

Dose 1 (D1): 417.269 (81%)
Dose 2 (D2): 58.693 (9%)
Dose Única: 439

- Trabalhadores da Educação (Fase 4)

Dose 1 (D1): 176.056 (97,76%)
Dose 2 (D2): 2.206 (1%)
Dose Única: 303

- Trabalhadores Portuários (Fase 4)

Dose 1 (D1): 2.975 (132%)
Dose 2 (D2): 22
Dose Única: 1

- Trabalhadores Transporte Aéreo (Fase 4)

Dose 1 (D1): 1.598 (95%)
Dose 2 (D2): 201
Dose Única: 4

*A Sesa destacou que os dados oscilam negativamente em relação aos dias anteriores por consequência de ajustes nas planilhas enviadas pelos municípios.

**As porcentagens da vacinação da população cearense são definidas com base em metas estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa) para cada público prioritário. As taxas de aplicação correspondem às doses que já foram distribuídas. Mediante o envio de lotes de vacinas pelo Ministério da Saúde (MS), as doses dos imunizantes são distribuídas aos municípios proporcionais às estimativas populacionais de cada grupo prioritário (meta).259.285

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Richard, do Ceará, é o goleiro com a maior percentual de jogos sem sofrer gols no Brasileirão

CEARÁ
17:38 | Ago. 03, 2021
Autor Iara Costa
Foto do autor
Iara Costa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Titular em 10 dos 14 jogos disputados pelo Ceará no Brasileirão 2021, Richard é o goleiro com maior porcentagem de jogos sem sofrer gols no certame nacional. O dado é do site de estatísticas, Sofascore. De acordo com a plataforma, o arqueiro passou 60% dos jogos em que defendeu o Vovô sem ser vazado.

Ceará é a equipe com melhor aproveitamento contra os times do atual G-6 da Série A

Nessas disputas, o Ceará soma três vitórias, seis empates e uma derrota. Até o momento, o defensor tomou sete gols no Brasileirão. Três foram marcados pelo time do Santos, um pelo São Paulo, dois pelo Cuiabá e um pelo Fortaleza. Dos times que enfrentou, Richard defendeu as redes com êxito diante de Chapecoense, RB Bragantino, Juventude, Fluminense, Athletico-PR e Sport.

Na série invicta de 10 jogos no Brasileirão, somente três times pontuaram mais que o Ceará

No ranking de goleiros com as maiores porcentagens de jogos sem sofrer gols no Brasileirão, Éverson, do Atlético-MG, e Fernando Miguel, do Atlético-GO, aparecem na segunda e terceira colocação com 50% e 46%, respectivamente. Marcos Felipe, do Fluminense, possui 45% de jogos sem tomar gols e Mailson, do Sport, 43%. 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Jogo político comenta retorno da CPI da Covid, resultado das eleições suplementares no Ceará e mais; assista ao vivo

Política
17:24 | Ago. 03, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O programa Jogo Político desta terça-feira, 3 de agosto, debaterá temas variados tanto do âmbito nacional quanto do local. Dentre eles estão: o retorno das atividades da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado; o resultado das eleições suplementares nos municípios cearenses de Martinópole, Missão Velha e Pedra Branca; e as manifestações a favor do governo Bolsonaro e do voto impresso realizadas no último domingo, 1° de agosto.

Assista ao vivo:

A CPI da Covid retorna após duas semanas de recesso parlamentar e o editor-chefe de política João Marcelo Sena e o repórter Carlos Mazza debatem o primeiro dia de CPI nesta nova fase onde os mais de 400 requerimentos pendentes, entre pedidos de convocação, quebras de sigilo e informações, devem ser analisados.

Além disso, o time do O POVO comenta os resultados eleitorais nos municípios cearenses que realizaram pleitos no último domingo. Nessas cidades, novas eleições ocorreram porque os candidatos que venceram a disputa em 2020 tiveram problemas com a Justiça e não puderam seguir no poder.

A jornalista Thays Lavor, editora-chefe do Data.Doc, equipe de dados do O POVO, comenta as manifestações pró-bolsonaro e traz números nas redes sociais dos atos bolsonaristas a favor do voto impresso. Já os quadros “Histórias do poder”, com Érico Firmo, e “Alguém me disse”, com Guálter George, trazem o passado, o presidente e o futuro do jogo político.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Covid-19: Rio pede que empresas liberem funcionários para vacinar

Saúde
17:16 | Ago. 03, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A prefeitura do Rio de Janeiro lançou hoje (3) uma campanha que pede que empregadores apoiem a vacinação contra a covid-19 facilitando a ida de seus funcionários aos postos no dia marcado pela Secretaria Municipal de Saúde.

A administração municipal pede que as empresas incentivem os trabalhadores a se vacinarem no dia certo e adotem ações que facilitem a imunização. Entre as recomendações para ajudar os trabalhadores a se imunizarem no dia marcado estão ampliar o horário de almoço, postergar a entrada ou antecipar o fim da jornada, e dar preferência ao home office, se for possível.

Em texto divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, o secretário Daniel Soranz explica que a campanha foi lançada porque um dos principais relatos de quem não vai se vacinar no dia certo é a falta de tempo por causa do trabalho.

O secretário acrescenta que cada pessoa que deixa de se vacinar no dia certo impacta a campanha, porque aumentam as filas e a demanda por repescagem. Com isso, a vacinação avança de forma mais lenta.

"Temos mais de 280 postos de vacinação na cidade e é possível ir próximo de casa, antes de trabalhar, ou próximo ao local de trabalho, durante o expediente. O importante é vacinar", diz Soranz.

Os materiais da campanha estão disponíveis no site da prefeitura dedicado ao combate à pandemia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags