Participamos do

Léo Chú revela gratidão ao Ceará e espera um dia voltar a jogar pelo Vovô: "Nunca me senti tão amado"

O jovem jogador de 21 anos relembrou o período em que defendeu o Alvinegro, revelou gratidão ao clube e que um dia esperar retornar ao time do Porangabuçu
15:01 | Out. 21, 2021
Autor Lucas Mota
Foto do autor
Lucas Mota Repórter na editoria de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O atacante Léo Chú, que brilhou com a camisa do Ceará na temporada de 2020, foi o convidado do FutCast, o podcast do O POVO. Atualmente disputando a MLS pelo Seattle Sounders, dos Estados Unidos, o jovem jogador de 21 anos relembrou o período em que defendeu o Alvinegro, revelou gratidão ao clube e que um dia esperar retornar ao time do Porangabuçu.

Apesar de ter sido revelado nas categorias de base do Grêmio, foi o Ceará quem deu projeção nacional a Léo Chú na temporada passada, a primeira dele como profissional. Pelo Vovô, ele estreou na Série A do Campeonato Brasileiro, virou titular da equipe e uma das principais peças ofensivas na campanha histórica na competição, a melhor do clube na era dos pontos corridos com direito à vaga para a Sul-Americana.

"O sentimento pelo Ceará é de gratidão. Não tem o que falar desse clube. Sensação que nunca pensei que sentiria. Quando você chega a um novo clube, e sempre joguei no Grêmio, não imaginei que sairia com esse carinho todo pelo clube, pelas pessoas que estão lá dentro. Lembro que teve um jogo do Ceará contra o Grêmio, já estava no Grêmio. E voltei lá (Castelão), entrei naquele vestiário, vi as pessoas, todo mundo me abraçando, brincando comigo. Nunca me senti tão amado, abraçado pelas pessoas do clube, presidente, diretoria. Foi algo incrível", afirmou o jogador no FutCast (ouça na íntegra no fim da matéria).

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na Série A de 2020, Léo Chú encerrou a competição como o segundo jogador com mais participações diretas em gols na equipe, dividindo o posto com Lima e atrás apenas de Vina. Foram três gols marcados e seis assistências em 22 jogos disputados.

O desempenho com a camisa do Ceará no ano passado conquistou a torcida alvinegra. Mesmo depois de ter saído do clube, em 2021, quando retornou ao Grêmio e depois foi negociado com o Seattle Sounders, os torcedores do Vovô seguem mandando mensagens e demonstrando carinho pelo jogador nas redes sociais.

"Infelizmente não vi aquele Castelão lotado. Eu até conversei com o Saulo (Mineiro). Pô, irmão, está começando a ter torcida lá. Ia ser fera pra caramba ter jogado com aquela torcida, fazendo dancinha. Ainda quero voltar a jogar pelo Ceará", disse Léo Chú.

No Seattle Sounders, o atleta disputou seis jogos, marcou um gol e deu uma assistência. A equipe lidera a Conferência Oeste da MLS e já garantiu a classificação antecipada para os playoffs.

Acompanhando o Alvinegro à distância

Dos Estados Unidos, o atacante diz ter assinado o pacote de pay-per-view para acompanhar os jogos do Ceará. "Vejo todos os jogos. Com os jogadores falo direto. É uma coisa que mexe comigo, de lembrar do dia a dia. Lembrava das coisas que acontecia. Era tão bom isso, as resenhas. O grupo de 2020 era sensacional. Foi bom demais ter vivido isso", contou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags