Participamos do

Tiago Nunes vê melhora no Ceará no segundo jogo sob seu comando: "Saio satisfeito pela evolução"

Comandante alvinegro comparou desempenho do Vovô diante do Santos com a da partida anterior e citou vários pontos de melhora. Treinador crê que a tendência é de automatização do estilo de jogo que quer implantar nas próximas partidas
00:51 | Set. 19, 2021
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Empatar sem gols com o Santos em casa não era o resultado que o Ceará queria, mas, apesar disso, o técnico Tiago Nunes disse ter saído satisfeito do Castelão pela evolução apresentada pela equipe. Na coletiva concedida após a partida, o comandante alvinegro enumerou os pontos que considerou positivos no duelo contra o Peixe.

"Penso que a equipe teve evolução, foi apenas o segundo jogo sob meu comando, estamos treinando com as semanas cheias, então a equipe já apresentou comportamento defensivos com uma boa compactação, com tempo de subida de pressão no adversário bem qualificada na maior parte das vezes, conseguimos roubar muitas bolas no campo de ataque, tivemos alguns momentos importantes de construção vindo de trás e finalizamos mais que o adversário”, pontuou.

+Ceará chega a três jogos seguidos sem marcar gol no Brasileirão

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Diante dessa análise, Nunes acredita que, com as semanas abertas que terá pela frente para treinar, a tendência é que o estilo de jogo que pretende ver em campo seja assimilado e aperfeiçoado pelos jogadores de maneira mais rápida.

“A partir desse momento, que a gente possa, cada vez mais, ganhar ritmo, entrosamento, ir melhorando, para que os comportamentos que a gente vem trabalhando entrem no modo automático, (e seja) mais natural na execução para as próximas partidas", disse.

O treinador recordou o jogo contra o Grêmio, na rodada passada, e afirmou que diante do Santos o Vovô cresceu em finalizações, criação, agressividade e sofreu menos defensivamente. Ele reconheceu, porém, que ainda há muito o que explorar na equipe. “Saio satisfeito pela evolução. Temos ainda uma margem de crescimento muito boa para as próximas partidas”, concluiu.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags