PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Guto lamenta vacilo do Ceará nos acréscimos em empate com Cuiabá: "Peço desculpas"

Comandante enaltece atuação do Alvinegro na Arena Pantanal, destaca postura ofensiva no segundo tempo e vê time "penalizado" por gol sofrido no minuto final

22:00 | 11/07/2021
Técnico Guto Ferreira lamentou empate do Ceará com o Cuiabá, pela Série A (Foto: Aurelio Alves)
Técnico Guto Ferreira lamentou empate do Ceará com o Cuiabá, pela Série A (Foto: Aurelio Alves)

O gol no minuto final que impediu a primeira vitória do Ceará como visitante na Série A foi lamentado pelo técnico Guto Ferreira. Em entrevista coletiva após o empate em 2 a 2 com o Cuiabá-MT, neste domingo, 11, na Arena Pantanal, o comandante elogiou a atuação da equipe, sobretudo no segundo tempo, e admitiu gosto amargo pelo ponto conquistado em razão do vacilo nos acréscimos.

Diante de um adversário que ainda não venceu no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro mostrou postura ofensiva e teve bom volume de jogo, mas acabou saindo atrás do placar no primeiro tempo, com gol de Elton na "lei do ex". Para a segunda etapa, Guto lançou Lima e Vina, deu nova cara ao time e viu a virada com gols de Rick e Jael - em duas assistências do camisa 45. Aos 48, porém, Jenison encheu o pé diante de Richard para decretar o empate.

"Nós fizemos um bom primeiro tempo. No 11 contra 11, a gente estava melhor, tomou um gol na bola parada. Criamos chances muito boas no primeiro tempo, acabamos não fazendo gol. No segundo tempo, nós fizemos uma mudança tática, ficamos com um volante só, trouxemos o Lima para jogar de meia, por dentro, junto com o Vina, dois caras com boa visão de jogo e bom passe, abrimos os dois extremos e aí, com Jael no pivô, construímos a virada. Fizemos um início de segundo tempo, até o segundo gol, de forma muito boa, inclusive com a nossa zaga marcando altíssimo, na intermediária de ataque, devido à superioridade numérica", analisou o treinador.

LEIA MAIS

+ Lima é o jogador do Ceará com mais participações em gols no Brasileirão
+ Com igualdade diante do Cuiabá, Ceará se torna o time com mais empates no Brasileirão

"A partir da hora que nós fizemos o segundo gol, houve mudanças no time do Cuiabá, que trouxeram um gás maior, dois jogadores de velocidade, com força. Eles não tendo mais nada a perder, se atiraram. Aí, veio o detalhe. Começaram a marcar forte lá na frente, e nós precisávamos ter um pouquinho mais de posse. Fizemos a circulação de bola, mantivemos o resultado, sem deixar de estocar e buscar o ataque, tanto é que nós tivemos outras oportunidades de matar o jogo, não matamos. E aí fomos penalizados em um lance de final de jogo. Peço desculpas, mas, infelizmente, aconteceu", completou.

O tento no minuto final ligou o sinal de alerta do Vovô, que não tinha a defesa vazada há três jogos seguidos. Em finalização de Rafael Gava da entrada da área, a bola desviou em Gabriel Lacerda e sobrou para o atacante do Dourado, que dominou livre na área e ficou cara a cara com o arqueiro alvinegro para balançar as redes.

"Ter errado a bola final, errado no lance que originou o gol, infelizmente. São coisas que, infelizmente, acontecem no jogo", disse Guto Ferreira, referindo-se ao principal erro no confronto. "Sempre quando você leva gols existem erros e são erros que nós temos que corrigir, sim. Pode ter certeza disso. A gente não sai feliz com esse 2 a 2 aqui. Estamos levando um ponto, mas não saímos felizes, não. A gente queria a vitória, construiu a vitória e, infelizmente, escapou", lamentou.

Com o empate, o Ceará chega a 15 pontos no Brasileirão. O próximo compromisso será diante do Athletico-PR, sábado, 17, às 17 horas, na Arena Castelão, pela 12ª rodada.