PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Guto elogia atuação do Ceará e comemora classificação na Copa do Brasil

Técnico destaca desempenho do Vovô em triunfo sobre o Santos, exalta espírito coletivo e vê elenco disposto a fazer história no torneio

22:03 | 04/11/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 21.10.2020: Guto Ferreira. Ceará x Coritiba, pelo campeonato brasileito, rodada 18 na Arena Castelão. Em época de COVID-19.  (Foto:/ Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 21.10.2020: Guto Ferreira. Ceará x Coritiba, pelo campeonato brasileito, rodada 18 na Arena Castelão. Em época de COVID-19. (Foto:/ Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves)

A vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, carimbada com a vitória do Ceará por 1 a 0 sobre o Santos-SP, nesta quarta-feira, 4, na Arena Castelão, foi exaltada pelo técnico Guto Ferreira. Em entrevista coletiva após o triunfo, o treinador enalteceu o desempenho da equipe e elogiou o espírito coletivo dos jogadores.

Após o empate sem gols na Vila Belmiro, o Alvinegro bateu o Peixe com belo gol de meia-bicicleta do meia Vina e voltou a se classificar para as quartas de final após nove anos.

"Nossa equipe teve consistência defensiva, mesmo não fazendo um jogo 100% impositivo, porque nós jogamos contra uma boa equipe, que está em sexto lugar no Campeonato Brasileiro, na zona de Libertadores, com jogadores bastante rápidos, decisivos, tem um trato refinado com a bola e encontra no seu banco um cara que simplesmente é campeão da Libertadores (Cuca). Um cara extremamente competente e experiente, que chegou, dentro da sua simplicidade, arrumou a equipe rapidamente. Isso que valoriza ainda mais a nossa vitória hoje (quarta-feira). De ser contra quem foi e da maneira que foi, tanto lá em Santos quanto aqui. E eu saio muito feliz por causa disso", afirmou o comandante do Vovô.

LEIA MAIS
+ Ceará: prestígio, força e maior premiação de sua história ao eliminar o Santos na Copa do Brasil
+ Herói da classificação do Ceará, Vina ressalta "trabalho de grupo" como razão para boa fase

Além do feito esportivo, o clube embolsa premiação de R$ 3,3 milhões pela vaga na próxima etapa do torneio nacional e aguarda a definição do adversário em sorteio na próxima sexta-feira, 6, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Guto Ferreira garante que o elenco cearense está disposto a fazer história na disputa.

"Não é nem a questão de dizer para eles. Eles colocaram na cabeça que querem fazer história e ir o mais longe possível. Então, a questão de motivação a gente fomenta pouco porque eles já estão... Motivação é uma coisa que vem de dentro para fora e está vindo deles para eles mesmos. A gente só alimenta essa chama. Eles sabem, mais do que nunca, que quando não se tem a bola, não se pode deixar o adversário jogar senão ele se cria. Precisa recuperar a bola o quanto antes, estar fechado e esse espírito que tem sido o ponto alto nas vitórias do Ceará", disse o treinador, que voltou a analisar o duelo.

"O Ceará conseguiu, sim, ser forte defensivamente, o Santos praticamente não criou situações claras de gol. Nós tivemos gol, tivemos algumas jogadas importantes. Fizemos um bom jogo e foi merecida a classificação. O principal de tudo, mais do que todo esse espírito, é o espírito de grupo. Antes de pensar no 'eu', todo mundo pensou no 'nós' e se doou para a equipe. O erro é plausível, sempre vai ter jogando, mas não gerava perigo porque sempre tinha um disposto e bem posicionado para corrigir o erro. A equipe se manteve equilibrada e, com esse equilíbrio, conseguiu ultrapassar mais essa fase", completou.

Depois do triunfo na Copa do Brasil, o Ceará volta as atenções para a Série A. Na 12ª posição, com 23 pontos, o Vovô volta a campo diante do Sport-PE, no próximo domingo, 8, a partir das 20h30min, novamente no Castelão, pela 20ª rodada da competição.

Outros trechos da entrevista:

Arbitragem
"A arbitragem começa pela experiência e imposição do (Leandro) Vuaden. Ele procurou ser o mais simples e objetivo possível. Acho que as equipes também contribuíram ao máximo para que a arbitragem dele fosse qualificada. Concordo plenamente que a arbitragem foi muito boa. Com ele, o que é, é, o que não é, não é. Você tem mais claro os conceitos dele, como ele interpreta os lances. Aí, fica mais fácil. Não gera dúvidas naquilo que ele está apitando. Talvez seja, hoje, em atividade no Brasil, um dos cinco melhores"

Melhor partida na temporada?
"É difícil você pegar uma partida como marco. Eu tenho que analisar um pouco mais a partida, mas foi uma deles, com certeza. Não sei se foi a (melhor), mas posso dizer que foi uma delas, com certeza"

Plano tático no jogo
"Inicialmente, buscar anular as principais jogadas. O Santos é um time que faz muito gol com entradas pelas laterais do campo, e nós tivemos os nossos dois laterais jogando demais, tanto defensivo como ofensivo. O Eduardo praticamente não deu oportunidade para o Soteldo, que é um grande jogador, e o Marinho teve muita dificuldade com o Bruno, que fez uma partida espetacular. E ainda chegaram na frente para auxiliar. O Chu, enquanto esteve em campo, principalmente no primeiro tempo, foi um jogador fantástico, talvez o jogador mais lúcido do nosso ataque, criou muitos lances de qualidade tendo vantagem sobre o Madson. E nós conseguimos tirar as jogadas de velocidade do Santos com a linha (defensiva) se portando muito bem, sabendo o momento que tinha que recuar e subir, o meio-campo bloqueando a troca de passes. Eles tiveram alguns jogadores que foram muito bem em Santos e hoje estiveram abaixo porque a gente conseguiu dificultar ao máximo, não deu espaço que eles queriam. O jogo foi passando, gerando desgaste, a nossa equipe foi crescendo e conseguimos fazer o gol. Aí, eles se atiraram, e nós tivemos a tranquilidade de nos fechar bem e reagir, estivemos perto de fazer o segundo gol. A equipe está de parabéns pelo comportamento e pela entrega"