PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Vina marca, Ceará domina Santos e avança na Copa do Brasil; assista ao gol

Vovô bate Peixe por 1 a 0, no Castelão, com gol de meia-bicicleta do camisa 29 e volta a avançar às quartas de final do torneio após nove anos

20:57 | 04/11/2020
Meia Vina comemora gol do Ceará Sporting Club contra o Santos Futebol Clube, na Arena Castelão, pela Copa do Brasil (Foto: Julio Caesar/O POVO)
Meia Vina comemora gol do Ceará Sporting Club contra o Santos Futebol Clube, na Arena Castelão, pela Copa do Brasil (Foto: Julio Caesar/O POVO)

Com um belo gol de Vina, o Ceará venceu o Santos-SP por 1 a 0, nesta quarta-feira, 4, na Arena Castelão, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e garantiu classificação para a próxima fase.

O meia alvinegro balançou as redes pela 15ª vez na temporada com uma meia-bicicleta sem chances para o goleiro João Paulo, aos 24 minutos do segundo tempo.

O triunfo do Vovô rende premiação de R$ 3,3 milhões pela vaga nas quartas de final do torneio nacional e volta a avançar a esta etapa pela primeira vez desde 2011. O adversário será definido em sorteio na sexta-feira, 6, às 11h30min, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro.

O Ceará volta a campo diante do Sport-PE, no próximo sábado, 8, às 20h30min, novamente no Castelão, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Guto Ferreira ocupa a 12ª posição, com 23 pontos.

+ Ceará:prestígio, força e maior premiação de sua história ao eliminar o Santos na Copa do Brasil

Sobis e Soteldo desperdiçam chances

Sem vantagem para qualquer um dos lados após o empate sem gols na Vila Belmiro, os alvinegros apostaram em táticas diferentes para tentar balançar as redes e fizeram um primeiro tempo equilibrado, com uma boa oportunidade de gol para cada.

Com maior volume ofensivo e pressão na saída de bola do Peixe, o Vovô apareceu mais no campo de ataque nos primeiros minutos. Logo de início, após Rafael Sobis travar a saída de bola do goleiro João Paulo, Vina arriscou chute da entrada da área, mas o camisa 1 visitante defendeu.

A equipe paulista respondeu aos oito minutos, quando Jean Mota roubou a bola na intermediária e deu belo passe para Soteldo, que finalizou com perigo à esquerda da meta de Fernando Prass. Aos 17, Leo Chu disparou em contra-ataque pelo lado esquerdo e serviu Rafael Sobis, mas a finalização parou no arqueiro adversário.

Em nova chegada do Santos ao ataque, Jobson escorou cruzamento na área, Soteldo matou no peito e deu voleio à direita do gol. Cinco minutos depois, Eduardo roubou a bola no campo de ataque e chutou por cima da meta visitante. Aos 32, foi a vez de Charles arriscar chute cruzado para fora.

Rafael Sobis apareceu novamente aos 35 minutos, quando experimentou chute forte da entrada da área e viu a bola sair com perigo. Na sequência, o Peixe assustou em dois lances. Primeiro, após Prass sair mal do gol, Marinho finalizou de meia-bicicleta para fora. Depois, Soteldo partiu em rápido contra-ataque com liberdade e finalizou por cima do gol.

Na reta final da primeira etapa, o Ceará conseguiu criar chances em lances de bola aérea. Aos 41, em cobrança de escanteio de Vina, Tiago Pagnussat cabeceou para a defesa de João Paulo. Três minutos depois, em novo escanteio, Luiz Otávio subiu livre, mas a cabeçada saiu sem direção. No último lance, Eduardo cruzou, e Tiago cabeceou à direita da meta santista.

Vina decisivo

Após um primeiro tempo mais intenso, com boas oportunidades para as duas equipes, a segunda etapa começou morna. As duas equipes tentavam se instalar no campo de ataque, mas erravam muitos passes e esbarravam na defesa adversária.

Aos 11 minutos, o jovem Sandry tentou chute de fora da área, e a bola saiu por cima. Onze minutos depois, Eduardo fez jogada pelo lado direito, arriscou chute forte de perna esquerda, e João Paulo encaixou.

Aos 24 minutos, o técnico Guto Ferreira promoveu a estreia do atacante Felipe Vizeu, e a mexida surtiu efeito. Na primeira participação, o camisa 97 tocou na entrada da área para Fernando Sobral, que cruzou, a zaga do Santos cortou mal, e Vina aproveitou a sobra para acertar finalização de meia-bicicleta no fundo do gol do Peixe.

O Vovô teve nova oportunidade aos 31, quando Leandro Carvalhou roubou a bola dentro da área e cruzou rasteiro buscando Fernando Sobral, mas a defesa adversária cortou. O Peixe tentou igualar o placar em jogada individual de Lucas Braga, sete minutos depois, com chute forte à esqueda de Prass. Com a classificação encaminhada, o Ceará conseguiu controlar as partidas nos minutos finais e aguardou o apito final de Leandro Vuaden para festejar a vaga.