PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará vence Bahia e é bicampeão invicto da Copa do Nordeste

O Alvinegro de Porangabuçu venceu a partida de volta por 1 a 0, com gol de Cléber

Gabriel Lopes
23:26 | 04/08/2020
04.08.2020 COPA DO NORDESTE 2020, BAHIA X CEARA - Jogadores do Ceara levantam a taca de campeao do campeonato Copa do Nordeste 2020.  (Foto: WALMIR CIRNE/AE) (Foto: WALMIR CIRNE/AE)
04.08.2020 COPA DO NORDESTE 2020, BAHIA X CEARA - Jogadores do Ceara levantam a taca de campeao do campeonato Copa do Nordeste 2020. (Foto: WALMIR CIRNE/AE) (Foto: WALMIR CIRNE/AE)

É campeão. O Ceará confirmou o segundo título da Copa do Nordeste, de forma invicta, tal qual na primeira conquista, em 2015. Nesta terça-feira, 4, o Alvinegro de Porangabuçu jogou contra o Bahia no estádio de Pituaçu, em Salvador, pela partida de volta da decisão do Nordestão. Com a vantagem criada no jogo de ida, quando o Vovô venceu por 3 a 1, bastava um empate ou uma derrota por um gol de diferença para o título. Contudo, o Ceará foi além e derrotou os baianos por 1 a 0, com gol de Cléber.

Com sete triunfos e cinco empates, o Alvinegro foi campeão nordestino sem nenhuma derrota na competição, repetindo o feito de 2015, ano que o Vovô também derrotou o Bahia na final. Vina, com cinco tentos anotados, acabou a Copa do Nordeste como artilheiro.

Leia também | Copa do Nordeste: Guto Ferreira se torna primeiro técnico bicampeão na era moderna do torneio

O primeiro tempo do embate teve o Bahia tomando a iniciativa dos ataques, tendo em vista a necessidade de marcar gols e diminuir a desigualdade imposta pelo Ceará no primeiro jogo. Já o Alvinegro tentou diminuir os espaços do adversário e agredir por meio de contra-ataques, além do uso da bola parada como opção. Os baianos, apesar da maior presença no campo ofensivo, não conseguiram capitalizar as oportunidades em chances de perigo.

Leia também | "Nosso time estava sendo desrespeitado", diz Bruno Pacheco após título da Copa do Nordeste

Em uma das investidas do Esquadrão, houve um lance polêmico. Fernandão cabeceou dentro da área, a bola desviou no braço (que estava próximo ao corpo) de Fabinho e depois na barriga do atleta. O árbitro de vídeo analisou a jogada e manteve a decisão de campo, que não anotou a penalidade a favor do Bahia. Dessa forma, o placar se manteve zerado ao final da primeira metade do confronto.

Na segunda etapa, o time baiano se colocou ainda mais para o ataque, com a entrada de um atacante, Clayson, no lugar de um zagueiro, Lucas Fonseca. Porém, o Esquadrão não se organizou devidamente em campo, algo que beneficiou a defesa do Alvinegro. O Ceará permaneceu postado de maneira fechada e armado para surpreender em um contra-ataque.

E foi em um contra-golpe que o gol do Vovô saiu. Aos 15 minutos da segunda metade do jogo, Leandro Carvalho conduziu a bola contra uma defesa do Bahia desorganizada. Ele tocou na esquerda para Bruno Pacheco, que cruzou no meio da área para Cléber. O atacante só escorou a pelota para o fundo das redes, marcando o gol da vitória do Ceará, que confirmou o título do Nordeste para o Alvinegro.


Leia também | Herói do Bi com dois gols nas finais da Copa do Nordeste, Cléber exalta dedicação do elenco do Ceará

O restante do embate foi o Tricolor tentando diminuir o prejuízo de qualquer maneira, mas sem nenhum sucesso, devido à falta de organização ofensiva e à boa postagem defensiva do Ceará. O placar de 1 a 0 foi mais do que suficiente para garantir a conquista para o time de Porangabuçu.