PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Vina, do Ceará, rechaça polêmica em reencontro com o Vitória pela Copa do Nordeste

Ex-jogador do Bahia, o meia Vinícius pregou respeito ao ex-rival, que encara o Alvinegro neste sábado, 25, pelas quartas de final do Nordestão

Iara Costa
18:33 | 23/07/2020
Meia Vinícius Vina concedeu coletiva online após a partida contra o CRB-AL, pela Copa do Nordeste (Foto: Reprodução / Vozão TV)
Meia Vinícius Vina concedeu coletiva online após a partida contra o CRB-AL, pela Copa do Nordeste (Foto: Reprodução / Vozão TV)

Quando o Ceará entrar em campo no próximo sábado, 25, às 16 horas, para enfrentar o Vitória-BA pela Copa do Nordeste, velhos conhecidos irão se reencontrar. Defendendo o Bahia entre 2017 e 2018, o meia Vinícius — o Vina — participou de alguns embates contra o Rubro-Negro baiano. Ele ressalta, porém, que qualquer polêmica que tenha vivido na época ficou no passado. 

"Minha passagem pelo Bahia ficou marcada contra o Vitória, mas hoje eu defendo as cores do Ceará e temos que respeitar a equipe do Vitória", pontuou o jogador, que destacou ainda entender a importância do duelo, que pode levar o Vovô à semifinal do torneio regional.

"Mesmo sem torcida, é um jogo importante, quartas de final, mata-mata. Que a gente possa entrar ligado. Nosso objetivo é um só, que é o título. Que a gente possa se preparar bem, descansar bem, alinhar o que tem de alinhar com o Guto para entrarmos preparados para o jogo no sábado e sairmos com a classificação para a semifinal".

Uma das preocupações da torcida alvinegra para este duelo pode ser a pontaria do time, por conta das chances desperdiçadas no último jogo, no qual o Ceará venceu o CRB-AL por 2 a 1. Vina ressaltou dois pontos que podem ter acentuado isso: a sequência de jogos após muito tempo sem treino e a ansiedade. 

"Estamos retomando uma sequência de jogos após muito tempo parados. Jogo a jogo a gente vai pegando ritmo, a perna vai ficando mais tranquila e a confiança vai vindo. Tenho certeza que isso vai contribuir para a sequência, para a bola começar a entrar. Também tem a ansiedade de querer resolver. Tenho certeza que treinamento para isso não tá faltando, é mais ritmo de jogo. É chegar na partida e pensar em fazer a melhor escolha no toque final e na finalização. Com essa sequência de jogos e a confiança voltando, tenho certeza que no decorrer do ano a bola vai começar a entrar", disse o meia. 

Jogando próximo ao ataque, Vina possui hoje quatro gols marcados na competição e três assistências computadas, de acordo com o site de estatísticas O Gol. O meia contou que sua principal arma para os bons números é jogar próximo ao gol e treinar finalização. "No decorrer da minha carreira fui procurando treinar finalização, estar perto do gol e isso me facilita estar perto do atacante e da trave. Já trabalhei com Guto e ele sabe que eu gosto de jogar mais perto do gol então, óbvio, o esquema facilita, mas é treinamento e entender o que o técnico passa".

O meia alvinegro lamentou ainda a ausência de Samuel Xavier — suspenso após receber o terceiro cartão contra o CRB-AL —, mas ressaltou que esta pode ser uma chance de o lateral Eduardo ter oportunidade no elenco. "Já joguei com Eduardo em outros clubes e tenho total confiança nele. É um jogador experiente, cascudo e que está preparado para jogos importantes. A gente lamenta a ausência do Samuel, mas olhamos também para o lado positivo que é dar chance ao Eduardo, pois tenho certeza que ele vai nos ajudar bastante no jogo", disse.