PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará anuncia os novos gestores do departamento de futebol do clube

Diretoria fez o anúncio em coletiva de imprensa puxada pelo presidente do Ceará, Robinson de Castro.

17:54 | 12/12/2019
Robinson de Castro fez o anúncio ao lado dos dois gestores.
Robinson de Castro fez o anúncio ao lado dos dois gestores. (Foto: Lucas Mota/O POVO)

O presidente do Ceará, Robinson de Castro, anunciou, em coletiva de imprensa realizada em Porangabuçu, nesta quinta-feira, 12, os dois novos gestores do Departamento de Futebol do clube. Jorge Macedo é o novo executivo de futebol, função que até então era exercida pelo presidente alvinegro Robinson de Castro. Já Sérgio Dimas será o gerente executivo de futebol, preenchendo a vaga que era ocupada por Marcelo Segurado, desligado do clube após o fim da Série A deste ano. Os dois profissionais trabalharão em parceria. O executivo atuará mais focado no planejamento estratégico da equipe, enquanto o gerente lidará mais diretamente com o elenco, no dia a dia.  

PERFIL DE JORGE MACEDO

Jorge Macedo possui experiência na função desde fevereiro de 2014, quando foi contratado pelo Internacional. Ele também já trabalhou no Fluminense e no Vitória, mas não assumiu nenhuma equipe em 2019. O dirigente ficou conhecido por focar bastante no mercado internacional de jogadores.

No Internacional, onde ficou na sua primeira passagem, entre fevereiro de 2014 e março de 2016, Jorge foi responsável por trazer o argentino Lisandro López, do Al-Gharafa (Catar), o uruguaio Nicolás Freitas, do Wanderers (Uruguai), o atacante Vitinho, do CSKA (Rússia), o chileno Charles Aránguiz, da Udinese (Itália), o atacante Nilmar, do Al-Jaish (Catar) e o zagueiro Rodrigo Moledo, do Metalist (Ucrânia). 

O Internacional acabou rebaixado ao final da temporada de 2016. Porém, antes disso, ele foi para o Fluminense, onde ficou até o final do mesmo ano. No Tricolor carioca, o perfil de contratações de atletas vindos de fora do Brasil foi mantido. Os equatorianos Sornoza e Orejuela, do Independiente del Valle (Equador), e o atacante Wellington Silva, do Arsenal (Inglaterra), foram nomes buscados por Jorge.

Ele retornou ao Internacional em janeiro de 2017, para a disputa da Série B, permanecendo até maio de 2018. Na sua volta, ele trouxe mais nomes relevantes do futebol internacional, como Nico López, da Udinese (Itália) e Victor Cuesta, do Independiente (Argentina).

Seu último trabalho foi no Vitória, de junho a dezembro de 2018. Ele trouxe o zagueiro Aderllan Santos, do Valencia (Espanha). O clube baiano terminou a temporada rebaixado para a Série B. Em sua primeira entrevista, Jorge Macedo adiantou o planejamento básico para a montagem do elenco. "Faremos uma análise bem criteriosa, a partir de agora, dos jogadores que pretendemos contar no elenco em 2020, alinhada ao pensamento da diretoria. Acredito que vamos trabalhar entre 28 a 30 jogadores em nosso elenco . Vamos ter várias competições difíceis. Esse número pode aumentar um pouco mais, um pouco menos. Tem o pessoal da base também. A ideia é que eu eu acompanhe ele em todas as competições", pontuou. 

Na sequência, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, adiantou que, dos jogadores em fim de contrato, apenas um ou no máximo dois terão seus vínculos renovados. Os demais serão liberados. "Com relação a elenco que encerra contrato, a grande maioria não vai continuar para poder dar uma repaginada no elenco. Um ou dois poderá continuar. É prematuro falar nomes", ponderou Robinson.

Jorge Macedo destacou ainda o fato de já ter trabalhado com Argel Fucks, que seguirá como técnico do Ceará em 2020. "O Argel é um treinador que tem uma energia muito grande. Ele assumiu o Inter em 2015, após a saída do Diego Aguirre, num momento muito difícil. Ele assumiu o time em 13° e terminamos em 5° lugar. No ano seguinte, foi campeão gaúcho e campeão da Recopa", afirmou Jorge.

PERFIL DE SÉRGIO DIMAS

Sérgio Dimas é natural de São José dos Campos-SP e trabalha no futebol há 15 anos. Formado em Ciência do Esporte, possui pós-graduação e MBA em marketing e gestão esportiva. Iniciou carreira na gestão do clube-empresa Pão de Açúcar, equipe se tornaria o Audax. Em 2014, trabalhou no Santos como coordenador.

Em 2015, assumiu a gestão executiva do clube, seguindo na função até o início de 2017, quando migrou para o Red Bull, de São Paulo. Voltou ao Santos no ano passado, trabalhou por mais um ano, até se desligar em definitivo no início de 2019. No primeiro semestre deste ano, precisou se afastar do esporte para tratar de problemas de saúde e agora volta ao mercado para assumir um novo desafio no Ceará.   

Na sua coletiva de apresentação como novo contratado do Ceará, Dimas enalteceu a estrutura do clube. "O Ceará tem uma estrutura que não deixa a desejar a nenhum clube do Brasil. Aqui tem tudo que a precisa fazer para desenvolver o trabalho. Estamos satisfeitos", afirmou Dimas.  

VÍDEO: ACOMPANHE A ÍNTEGRA DA COLETIVA

Confira a ficha técnica dos novos gestores do departamento de futebol do Ceará:

Sérgio Dimas

Sérgio Dimas de Oliveira

Nascimento: 11/09/1980

Naturalidade: São José dos Campos

Clubes por onde passou: Audax/SP, Audax/RJ, Santos/SP, RB Brasil/SP e Santos/SP e Ceará.

Jorge Macedo

Jorge Macedo Júnior

Nascimento: 08/11/1976

Naturalidade: Rio Grande/RS

Clubes por onde passou: Internacional, Fluminense, Vitória e Ceará

PARA ASSISTIR: Na Prancheta faz um balanço das campanhas de Ceará e Fortaleza no Brasileirão:

PARA OUVIR: Futcast discute o drama do Ceará pela permanência; Fortaleza: Ceni fica?

Listen to "#81 - Ceará: drama pela permanência / Fortaleza: Ceni fica?" on Spreaker.