PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ceará e Fortaleza são a favor de continuidade da Série A mesmo com a Copa América no Brasil

O torneio de seleções não deverá oferecer impacto nenhum aos clubes cearenses. O Castelão também não está entre os estádios cogitados para receber partidas da Copa América

Brenno Rebouças
17:07 | 31/05/2021
Presidentes de Ceará e Fortaleza são contra paralisação da Série A para a Copa América  (Foto:  Deísa Garcêz/Especial para O Povo)
Presidentes de Ceará e Fortaleza são contra paralisação da Série A para a Copa América (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

O Flamengo vai solicitar à CBF que o Campeonato Brasileiro seja paralisado durante o período da Copa América de 2021, que agora será realizada no Brasil. Com isso, a ideia do Rubro-Negro carioca é que o calendário da atual temporada se estenda até o início de 2022.

Os representantes cearenses na Série A são contra a ideia. Ao Esportes O POVO, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, e o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, se posicionaram a favor da sequência do Campeonato Brasileiro em paralelo ao torneio de seleções, mantendo o encerramento do calendário para dezembro, como programado.

A Copa América não deverá oferecer impacto nenhum aos clubes cearenses, já que, à exceção do zagueiro Quintero, do Fortaleza, que está pré-convocado pela Colômbia, nenhum outro jogador que atue no Tricolor ou no Ceará tem chance de disputar a competição. Além disso, o Castelão não está entre os cotados para receber partidas do torneio da Conmebol — não houve nenhum contato até o momento —, o que evita choque de datas e comprometer o gramado.

Já o Flamengo teme perder até oito jogadores por conta da Copa América, por isso quer paralisar a Série A, alegando isonomia. Rodrigo Caio, Everton Ribeiro e Gabigol estão convocados para a seleção principal e vão disputar jogos das Eliminatórias da Copa, enquanto Gerson e Pedro estão convocados para a seleção olímpica.

Além dos brasileiros, Isla (Chile), Arrascaeta (Uruguai) e Piris da Motta (Paraguai) devem ser convocados pelas seleções de seus países. O Brasil e demais países precisam enviar para Conmebol a lista com até 28 jogadores que vão jogar a Copa América até terça-feira, 1º.