PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

FCF e Liga do Nordeste aguardam posição da CBF e do Governo sobre efeitos do coronavírus no futebol

A CBF fez reunião na tarde desta sexta-feira, 13, mas não se posicionou sobre a Copa do Nordeste e o Campeonato Cearense

Bruno Balacó
15:00 | 13/03/2020
A disseminação do coronavírus pode ameaçar a continuidade das competições esportivas no Estado
A disseminação do coronavírus pode ameaçar a continuidade das competições esportivas no Estado (Foto: Júlio Caesar/O POVO)

O futebol cearense está em alerta pelo atual quadro de pandemia de coronavírus, que está impactando os principais campeonatos esportivos no Brasil e no mundo. Apesar disso, até o momento, o calendário de jogos do fim de semana e a presença de torcida nos estádios está mantida. Um cenário que pode sofrer alterações a qualquer momento.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se reuniu na tarde desta sexta-feira, 13, para deliberar sobre um possível cancelamento dos jogos e também pela realização de partidas de portões fechados. Porém, por meio de nota oficial, a entidade somente determinou que todas as partidas de futebol marcadas para as cidades de São Paulo (SP) e do Rio de Janeiro (RJ) sejam realizadas sem a presença de público.

Também na tarde desta sexta-feira, em Fortaleza, haverá uma reunião no Palácio da Abolição, em que o governador Camilo Santana se reunirá com todo o seu secretariado para discutir as providências do Governo sobre o coronavírus, incluindo na pauta, segundo O POVO apurou, a realização de jogos de futebol e eventos esportivos com portões fechados.

No que diz respeito ao Campeonato Cearense, o calendário prevê apenas um jogo no fim de semana: Pacajus e Ferroviário, partida programada para o domingo, 15, ás 16h, no estádio Presidente Vargas (PV). Já em relação a Copa do Nordeste, serão dois jogos envolvendo times cearenses: Náutico x Fortaleza, no sábado, 14, ás 18h, no estádio dos Aflitos, em Recife, e Ceará x Sport, no domingo, 15, às 15h30min, na Arena Castelão. No futebol feminino, Ceará enfrenta o Oratório-AP, no domingo, ás 15h, no estádio Franzé Morais, em Itaitinga, e o Fortaleza joga na segunda-feira, 16, contra o São Valério-TO, às 19h, no PV.

Em contato com o Esportes O POVO, o presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, informou que aguarda o posicionamento da CBF e das autoridades para deliberar sobre possíveis alterações nos jogos do fim de semana.  "Vamos agir de acordo com os órgãos públicos aqui do Estado. Conforme a orientação deles, vamos nos reunir com os clubes e resolveremos alguma coisa", afirmou Mauro Carmélio.

A assessoria de comunicação da FCF reforçou o discurso, afirmando que, até o momento, em que não há nenhum caso da doença confirmado aqui no Estado, o posicionamento do futebol cearense é de "tranquilidade e alerta quanto as orientações da CBF para as competições nacionais e locais".

Essa também a posição da Liga Nordeste, união de clubes que gerencia a Copa do Nordeste. A entidade também aguarda uma posição da CBF para tomar uma decisão sobre os próximos jogos da competição. “Vamos aguardar uma posição da CBF, a partir da reunião que ela fará. O que ela definir a Liga vai adotar na Copa do Nordeste”, afirmou Eduardo Rocha, presidente da Liga. Após a emissão da nota oficial da CBF, que só prevê medidas para jogos no Rio de Janeiro e em São Paulo, Eduardo disse que "a rotina será mantida até segunda ordem". Sobre a competição regional, a CBF disse "estar monitorando e por enquanto segue tudo normal".

A POSIÇÃO DOS CLUBES

O Esportes O POVO também entrou em contato com os maiores clubes da Capital: Ceará, Fortaleza e Ferroviário. O presidente do Ceará Sporting Club, Robinson de Castro, disse que "deixará as autoridades deliberarem sobre o tema como preferirem". Ele também falou que, caso a decisão fique entre jogar com portões fechados e ter adiamento das partidas, ele prefere jogos sem público, "por causa do calendário apertado".

O Ceará, nesta quinta-feira, 12, divulgou uma nota com medidas de orientação interna para minimizar possibilidades de contágio do coronavírus. Essas medidas são preventivas e são alinhadas com orientações do Ministério da Saúde, Secretarias Estadual e Municipal.

A posição é semelhante a defendida pelo presidente do Fortaleza, Marcelo Paz. "Eu acho que quem tem que determinar isso é o Ministério da Saúde", afirmou Paz. Por meio de sua assessoria de comunicação, o Fortaleza Esporte Clube informou que está atento ás recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). Informou ainda que o Departamento Médico da equipe está providenciando uma cartilha com orientações preventivas para distribuição interna para atletas e demais funcionários da instituição.

O presidente do Ferroviário, Newton Filho, comunicou que prefere não se manifestar sobre a possibilidade de realização de jogos de portões fechados e também sobre possível adiamento dos jogos. Contudo, garante que irá acatar a decisão das autoridades. Sobre as medidas preventivas adotadas pelo clube, o dirigente coral disse ainda que vai conversar sobre a questão com o diretor médico do clube, em busca de fornecer orientações para atletas e funcionários. 

Até a tarde desta sexta-feira, 13, o estado do Ceará não tem nenhum caso confirmado de coronavírus. Há, contudo, 20 casos suspeitos, cada um deles mantido em isolamento domiciliar. 

PARALISAÇÃO EM OUTROS PARADOS

No Brasil, vários estaduais decidiram realizar jogos de portões fechados no fim de semana, casos do Paulista, Carioca, Mineiro e Gaúcho. O Paranaense decidiu manter os jogos de portões abertos. (colaborou Gabriel Lopes)

VEJA TAMBÉM: Tempo real: Acompanhe os impactos do coronavírus no esporte pelo mundo

ESCUTE TAMBÉM: Listen to "#08 - O impacto do coronavírus no futebol pelo mundo" on Spreaker.